PF reabre posto de fiscalização na fronteira com a Argentina

Ponte internacional entre Paraíso (SC) e San Pedro (Misiones) voltou a contar com os serviços de verificação migratória.

Apoie! Siga-nos no Google News

Utilizada como atalho para turistas que seguem para o litoral de Santa Catarina, a ponte internacional sobre o Rio Peperi-Guaçu, entre os municípios de Paraíso (SC) e San Pedro (Misiones), foi reaberta para o tráfego migratório na fronteira com a Argentina.

Leia também:
Ingressos para os parques da Argentina terão reajuste em 2024

Durante a maior parte do ano, a ponte é atravessada apenas por moradores das cidades vizinhas, uma vez que a Polícia Federal (PF) não dispõe de um posto permanente para que os viajantes possam efetuar os procedimentos de entrada e saída do Brasil.

Desde esta segunda-feira (1.º), contudo, a PF voltou a disponibilizar agentes para registrar a passagem de estrangeiros pelo local, como forma de descongestionar a travessia por outros pontos durante a alta temporada turística de verão. De fevereiro em diante, a tendência é de nova interrupção nas atividades.



A orientação a quem pretende entrar no Brasil pela fronteira entre Paraíso e San Pedro (chamada de Paso Rosales na Argentina) é preencher previamente o formulário de pré-cadastro migratório, disponível no site da PF.

O pré-cadastro permite, segundo a PF, reduzir em até 70% o tempo de atendimento presencial no guichê, uma vez que os dados do viajante já estão inseridos no sistema e o agente precisa somente verificar a exatidão ou eventuais inconsistências.

Em janeiro, o posto ficará aberto diariamente, das 7h às 19h. Fora desse horário, o viajante que precisar registrar entrada ou saída precisa procurar outros locais, como as passagens por Dionísio Cerqueira (SC), Uruguaiana (RS) ou Foz do Iguaçu.

Mapa mostrando a localização da ponte e do posto fronteiriço brasileiro.

LEIA TAMBÉM