Polícia Federal faz operação contra tráfico de armas do Paraguai 

H2FOZ – Paulo Bogler

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira, 29, a Operação Mercados das Armas, desencadeada no Paraná e em mais sete estados. O objetivo é cumprir um mandado de prisão preventiva e outros 25 de busca e apreensão.

Há mandados executados nas cidades de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. A ação envolve 130 policiais federais.

Conforme a PF, investigações apontam que armas de fogo eram importadas do Paraguai, por meio de atravessadores. Depois disso, eram distribuídas pelos Correios ou transportadoras privadas, camufladas em equipamentos, como rádios, climatizadores e panelas elétricas.

“A operação foi desencadeada depois que investigações da Polícia Federal identificaram a atuação de um grupo criminoso na importação, transporte e remessa de armas de fogo e acessórios a vários estados brasileiros”, noticiou a Agência Brasil

Além do Paraná, a Operação Mercados das Armas acontece em:

– Ceará;
– Espírito Santo;
– Minas Gerais;
– Rio de Janeiro;
– Rio Grande do Sul;
– São Paulo; e
– Sergipe.

Kit Roni 

Segundo a polícia, um dos itens trazidos do Paraguai e comercializado pelas pessoas investigadas é o Kit Roni. “Um de seus modelos, para uso exclusivo com pistolas de airsoft, era transformado para uso com armas de fogo e munições reais, tornando o equipamento em uma espécie de submetralhadora”, informou a agência de notícias do governo federal. 

Esse acessório era importado ilegalmente, sem certificados exigidos e ofertados em plataformas virtuais. O vendedor não oferecia nota fiscal ao comprador. 

Os investigados responderão pelos seguintes crimes:

– tráfico internacional de armas de fogo e acessórios;

– associação criminosa;

– falsidade ideológica;

– uso de documento falso; e

– lavagem de dinheiro.

(Com informações da Agência Brasil) 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.