PRF mira exploração sexual infantil em operação a casas noturnas da fronteira

A exploração sexual de crianças e adolescentes constitui crime - Foto: PRF

Ação dos policiais rodoviários federais na BR-277 ocorreu na extensão entre Foz do Iguaçu e Cascavel.

A exploração sexual de crianças e adolescentes constitui “crime hediondo”, conforme a Lei nº 12.978/2014, segundo o Ministério Público do Paraná (MPPR). Para coibir e prevenir essa prática ilegal e perversa, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou operação na região de fronteira na madrugada de sábado, 26.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A abordagem ocorreu na BR-277, entre as cidades de Foz do Iguaçu e Cascavel. Durante a ação, foram fiscalizadas duas casas noturnas, uma na região de Cascavel e outra em Medianeira, ambas às margens da rodovia federal. “Na fiscalização da primeira casa noturna foi encontrado um adolescente de 17 anos consumindo bebidas alcoólicas”, reportou a PRF.

De acordo com a assessoria da corporação, o proprietário possui ficha com diversos antecedentes criminais, inclusive por exploração sexual infantojuvenil e venda de bebida alcoólica a menores. O homem foi encaminhado para a Polícia Civil, que deverá adotar as providências legais.

Já no local em Medianeira, o segurança do estabelecimento portava arma de fogo “de forma ilegal e foi encaminhado para a Polícia Civil de Medianeira”. Cabe à polícia estadual a lavratura do flagrante por porte ilegal de arma de fogo, declarou a assessoria da Polícia Rodoviária Federal.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.