Tiroteio em cadeia do Paraguai deixa quatro mortos e três feridos

Segundo a imprensa paraguaia, contexto é a rivalidade entre membros da facção brasileira PCC e um grupo local de traficantes.

Apoie! Siga-nos no Google News

Quatro pessoas morreram e três ficaram feridas após um enfrentamento a tiros entre detentos na Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia na fronteira seca com Ponta Porã (MS).

Leia também:
Paraguai impede fuga de detentos do “Pavilhão do PCC” em Ciudad del Este

A situação ocorreu na tarde dessa quarta-feira (24), no momento em que os presos participariam de uma atividade esportiva no pátio central da instituição.

De acordo com os jornais Última Hora e La Nación, integrantes do Clã Rotela, grupo criminoso que atua no Paraguai, teriam entrado em confronto direto com membros da facção brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC).

Dos quatro mortos, segundo o Última Hora, um teria vínculos com o PCC e três com o Clã Rotela. Os homens tinham nacionalidade paraguaia. Entre os feridos, apenas um, baleado na região abdominal, apresentava quadro mais delicado.

Das três armas de fogo utilizadas no confronto, somente uma tinha sido apreendida até a noite de ontem (24), uma pistola calibre nove milímetros. Em paralelo, cerca de 300 armas brancas foram confiscadas na vistoria que se seguiu ao enfrentamento.

Conforme o Ministério da Justiça do Paraguai, os presos envolvidos no episódio serão processados, separados e transferidos para penitenciárias em outras regiões do país.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.