Veja como funciona a entrega de mercadorias entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

O que facilita, na fronteira entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, é que apenas uma linha divide o Brasil do Paraguai. Mas o sistema que está sendo adotado lá, desde esta terça-feira, 21, é mais ou menos o que o Paraguai pretende que seja o comércio provisório entre as cidades do país com as da fronteira do Brasil.

Os comerciantes de Pedro Juan Caballero, já com aprovação do governo, estabeleceram dois pontos de entrega fronteiriça, bem sobre a Linha Internacional que demarca a fronteira, informa o jornal Última Hora.

Em duas barracas, funciona o serviço de delivery, que vale para os dois lados. Moradores de Ponta Porã podem comprar produtos de Pedro Juan Caballero e vice-versa. A compra pode ser feita por WhatsApp, por exemplo, e os produtos são deixados nesses pontos de comércio, onde o comprador vai buscar.

Víctor Hugo Barreto, presidente da Câmara de Comércio, disse que, por enquanto, o sistema funciona de forma experimental. Mas já nesta quarta-feira, 22, haverá o lançamento oficial, com apoio do Ministério de Indústria e Comércio, e o número de pontos de comércio passará para oito.

“Creio que isto dá tranquilidade aos moradores e aos comerciantes. Todos ganhamos com isso”, disse o comerciante.

O porta-voz da Força de Tarefa Conjunta que atua na região, tenente-coronel Luis Apesteguia, explicou que as forças de segurança vão dar cobertura às barracas de delivery, para evitar aglomerações e garantir o cumprimento das normas sanitárias.

“Recebemos autorização para pôr em funcionamento dois corredores de entrega fronteiriça. Isto é mais para comerciantes pequenos, para artigos de consumo, de modo recíproco entre os dois países. Mas é só para passagem de mercadorias, as pessoas não podem passar”, esclareceu o militar.

O presidente da Câmara de Comércio disse que, “respeitando todas as medidas sanitárias, estaremos garantindo a saúde da população e a oxigerar a economia da fronteira”.

A autorização para o funcionamento do serviço delivery foi aprovada pelo governo depois de muita pressão dos comerciantes da fronteira. Leia mais:

Paraguai autoriza delivery na fronteira seca de Pedro Juan Caballero

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.