Vereadores de Puerto Iguazú aprovam pedido para agilizar travessia da fronteira

Representantes ratificaram apoio à criação de um “corredor turístico” na Ponte Tancredo Neves; solicitação será encaminhada ao governo federal argentino.

Apoie! Siga-nos no Google News

Representantes ratificaram apoio à criação de um “corredor turístico” na Ponte Tancredo Neves; solicitação será encaminhada ao governo federal argentino.

Órgão similar a uma Câmara Municipal, o Honorável Conselho Deliberativo (HCD) de Puerto Iguazú aprovou, em sessão extraordinária na noite dessa quinta-feira (4), declaração que pede ao governo federal argentino a implementação do sistema de “corredor turístico” na ligação fronteiriça com Foz do Iguaçu.

Conforme a proposta, impulsionada pela Câmara de Comércio de Iguazú (CCI), as regras para entrada e saída em território argentino seriam flexibilizadas na Ponte Tancredo Neves. Assim, a fiscalização dos turistas que quisessem ir apenas a Puerto Iguazú, para voltar ao Brasil ou ao Paraguai no mesmo dia, passaria a ser feita por amostragem.

Em entrevista à Radio Yguazú Misiones, o vereador Juan José Raynoldi, presidente do HCD, expressou que o apoio do Legislativo local é um reforço às demandas da comunidade, que deseja que a travessia do limite entre Puerto Iguazú e Foz do Iguaçu seja mais rápida para moradores e turistas.

A declaração aprovada pelo HCD será encaminhada à Direção Nacional de Migrações, órgão responsável pela fiscalização de documentos; e aos deputados que representam a província de Misiones no Congresso Nacional em Buenos Aires, para que sejam dados os encaminhamentos necessários para tirar a proposta do papel.

As reclamações quanto à demora para a passagem pela aduana de Puerto Iguazú subiram de tom no mês de julho, período de alta temporada turística nos dois países. Na maioria dos dias, a espera média na fila chegou a duas horas, desestimulando a circulação de viajantes.

A proposta de criação de um “corredor turístico” conta com o apoio do governo de Misiones, que defende a adoção de trâmites simplificados também para outros pontos fronteiriços, como forma de estimular o turismo e o comércio local. Em Buenos Aires, porém, a ideia de abrir mão do rigor da fiscalização não é vista com bons olhos.

LEIA TAMBÉM
1 comentário
  1. […] Vereadores de Puerto Iguazú aprovam pedido para agilizar travessia da fronteira […]

Comentários estão fechados.