Primeira ‘mordida’ do ano é do IPVA, que começa a vencer em janeiro. Veja o calendário, conforme a placa

Proprietários de veículos poderão parcelar o imposto em até 5 vezes e o pagamento à vista dará desconto. Boleto não será enviado para as casas.

A Secretaria de Estado da Fazenda do Paraná divulgou o calendário de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), para 2021. Os proprietários poderão fazer o pagamento em cinco parcelas mensais – até então, esse parcelamento era em três vezes.

O calendário de pagamento começa no dia 18 de janeiro, de acordo com os números finais do emplacamento do veículo (veja quadro abaixo). O pagamento à vista resultará em desconto de 3%. Para quitar mensalmente, o IPVA vencerá nos meses de janeiro, fevereiro, março, abril e maio.

Em 2021, os proprietários de veículos não receberão em casa o boleto de pagamento, como já vem ocorrendo anualmente. Para quitar o imposto, tendo em mãos o número do Renavam, que está no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), será preciso acessar o site www.fazenda.pr.gov.br.

No portal da Secretaria da Fazenda, o próximo passo é selecionar a opção “Consultar Débitos do IPVA”, na aba de Serviços. O documento referente ao IPVA do ano que vem só será gerado a partir de 1º de janeiro.

Outra opção será, com o número do Renavam, pagar o tributo diretamente nos caixas ou canais de atendimento de sete bancos credenciados: Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco, Sicredi, Banco Rendimento e Bancoop.

A Secretaria da Fazenda reforça que o pagamento do IPVA é “requisito obrigatório para emissão do certificado de licenciamento de veículo pelo Detran do Paraná”.

Cronograma de pagamento do IPVA 2021:

Até o dia 23 de dezembro, Foz do Iguaçu apresentava a sétima maior arrecadação entre os municípios do Paraná, com R$ 44.915.650,12. A capital Curitiba arrecadou R$ 506.245.377,81, quase cinco vezes a mais que a segunda da lista, Londrina, com R$ 113.987.638,25. A soma de todos os municípios do Estado chegou a quase R$ 2 bilhões (1.940.125.124,41).

De acordo com o Portal da Transparência, de 1999 para cá Foz do Iguaçu teve um crescimento de 1312,1% na arrecadação no repasse aos veículos licenciados no município. Este índice foi bem acima da inflação acumulada neste período de 21 anos, que segundo a Calculadora do IBGE alcançou os 276,2%, com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).


(Com informações da Secretaria da Fazenda de Foz do Iguaçu) 

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ.e-mail: [email protected]Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.