Protetoras encontram cachorrinha em ‘situação lastimável’ em casa na Vila C

A cachorra está em canil sujo e molhado, conforme as protetoras - Foto: CMPDA

Integrantes do Conselho de Proteção e Defesa dos Animais chegaram ao local após receberem denúncia de maus-tratos.

Integrantes do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (CMPDA) encontraram, em uma residência na Vila C, neste sábado, 2, uma cachorrinha em condição descrita pelos conselheiros como “lastimável”. O órgão foi ao local para atender a uma denúncia de maus-tratos a animais.

O relato do CMPDA, que é um conselho de políticas públicas instituído por lei, dá conta de que a cachorra estava em um “canil sujo e molhado, encolhida num cantinho em cima de um pano sujo”. Conforme o órgão, as protetoras acionaram as forças de segurança, mas não havia equipes disponíveis.

Uma vizinha prontificou-se a ajudar, tendo retirado o animal do canil e o colocado em local seco, com cobertores e alimento. “Foi dado prazo para que a tutora apresentasse documentos que comprovassem que o animal foi atendido por um veterinário”, informou o CMPDA.

A tutora relatou às protetoras do conselho não ter condições de levar a cachorrinha para uma consulta veterinária e que é a vizinha que alimenta o animal. “Mas tinha outros animais de pequeno porte e bem cuidados no quintal, demonstrando assim total desrespeito pelo animal doente”, reportou Conselho de Proteção e Defesa dos Animais.

Tutora deverá comprar que levou a cachorrinha ao serviço veterinário – Foto: CMPDA

Para o conselho, falta de condições financeiras não é justificativa para abandono e maus-tratos. “Omissão de socorro é crime. Se o animal está doente, é possível fazer rifas, bazares, serviços, entre tantas outras coisas, assim como as protetoras fazem.”

Desde o início deste ano, Foz do Iguaçu dispõe da Diretoria de Bem-Estar Animal, que é vinculada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O órgão tem como finalidade promover o bem-estar dos animais e apurar denúncias de maus-tratos.

Denúncias podem ser feitas pelo aplicativo 156 Foz ou pelo telefone 156.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1349 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ