Voluntários retiram quase uma tonelada de lixo do Arroio Jupira

Grupo recolheu lixo das margens do Arroio Jupira, localizado na Vila A de Itaipu. Foto: Divulgação.

O arroio corta os fundos da Vila A, cruza duas avenidas e um bairro até a foz no rio Paraná.

Durante dois dias, entre quinta-feira (21) e sexta-feira (22) – Dia da Terra, 30 voluntários retiraram quase uma tonelada de lixo das margens do Arroio Jupira. Organizada pela Iguassu Secret Falls, o mutirão contou com o apoio da Itaipu Binacional, Força Verde da Polícia Ambiental, Sesc Foz do Iguaçu, IAT (Instituto de Terras e Águas) e Lions Clube Cataratas. O arroio nasce nos fundos da Vila A e cruza as avenidas Paraná e Tancredo Neves, um bairro até sua foz no rio Paraná.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Na quinta-feira o grupo limpou a parte do arroio entrando pela Trilha do Vietnã, muito conhecida para a prática de mountain bike. Os voluntários juntaram cerca de 200 quilos de lixo abandonado às margens do arroio. Foram recolhidos vários tipos de plásticos de embalagens e garrafas de vidro. A ação foi feita mesmo com uma chuva torrencial que caiu no período.

Na sexta-feira (22) o grupo tomou um café da manhã no Sesc. De lá seguiram para a baixada da Avenida Paraná, para início da coleta. Os voluntários se surpreenderam pelo volume e tipo de lixo encontrados no local, incluindo um pneu velho de carreta. Seguindo o leito do rio, localizado no que restou do Parque Antonio Bordin, o grupo saiu ao fundo do Sesc. No dia, recolheram quase 800 quilos de lixo.

“Sou muito grato por conhecer pessoas que tiram seus tempos para limpar e ajudar um ambiente a ser regenerado, fazendo com que aqueles que tem contato, tenham vontade de participar. Tenho certeza que muitas pessoas irão se inspirar nessa ação, pois temos de deixar o mundo melhor”, disse o voluntário Luiz Nunes.

Antônio Quirino, do Lions, disse que esta é a segunda vez que a instituição participa de um mutirão de limpeza – a primeira foi no Rio Iguaçu. “A nossa contribuição foi na organização e contato com os parceiros e objetivo é levar a conscientização e conservação. O que mais importa é a mensagem que queremos deixar às pessoas, que tenham mais consciência no descarte de seus resíduos”, informou.

Mutirão contou com apoio institucional de várias entidades de Foz do Iguaçu. Foto: Divulgação.

A técnica em Química Marly Theraag, viu a ação como mais um ato das pessoas que doam parte de seu dia para cuidar dos rios e vislumbrou a oportunidade em conhecer pessoas engajadas na mesma causa. “É impressionante e ao mesmo tempo assustador a quantidade enorme de lixo que os voluntários retiraram das encostas do Arroio Jupira, em apenas três horas, quase uma tonelada”, afirmou.

Segundo o coordenador do mutirão, André Alliana, os dois dias de atividades foram marcados pela vontade das pessoas de fazerem a atividade, mesmo debaixo de chuva como ocorreu na primeira parte. Alliana cita que no segundo dia todos ficaram impressionados com o volume enorme de lixo recolhido na área da baixada da Avenida Paraná.

“Não conseguimos cumprir com toda a missão, que era cobrir toda extensão da área, porque o volume de lixo foi o mais do que esperado. Mas cumprimos o objetivo de movimentar voluntários e além disso chamar a atenção das pessoas da importância de cuidar de onde manda o destino do seu lixo, que não pode parar na beira de rio. E essa foi a mensagem que nós queremos passar no Dia da Terra”.

Os interessados em participar dos próximos mutirões, podem entrar em contato através do Whatsapp: (45) 99949 4000 ou no Instagram do Iguassu Secret Falls: @iguassusecretfalls.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.