Que tal um final de semana chuvoso, em Foz? E um friozinho, pra variar?

Olha como a sexta-feira amanheceu. Segundo a fotógrafa, "sinal de chuva". Foto Patrícia Iunovich

Sempre há alguma discrepância nas previsões, entre um serviço e outro. Mas todas apontam para um final de semana chuvoso, nos dois dias ou só um.

Simepar, AccuWeather, Inmet e Climatempo garantem, com uma grande porcentagem de possibilidade: chove sábado e domingo. Para o CPTEC/Inpe, só no sábado (domingo, tempo encoberto).

Dias atrás, postamos que a temperatura, depois da chuva, iria despencar para 9 graus. Esta previsão já não é mais sustentada pelos meteorologistas, embora as máximas caiam bastante, sábado e domingo.

Os prognósticos quase coincidem em que a temperatura máxima ficará entre 22 e 23 graus, embora possa chegar a 25 graus, o que também não deixa de ser uma temperatura agradável.

Há algumas divergências em relação às temperaturas mínimas. O certo é que já não há quem aposte em 9 graus. Mas perto disso.

11 graus será a temperatura de terça-feira (26), para o AccuWeather; já o Simepar diz que esta será a mínima de quarta-feira, num empate técnico com o Climatempo.

O CPTEC/Inpe prevê mínimas de 12 graus na terça e na quarta-feira. Para o Inmet, o friozinho será mesmo na quarta-feira, com mínima de 14 graus.

FRIOZINHO NA SEMANA TODA

Os pets aproveitam, porque se chover perdem o passeio matinal. Foto Patrícia Iunovich

O que se observa é uma certa coerência dos cinco serviços de meteorologia: todos veem possibilidade de chuva no final de semana, embora às vezes destoem se será nos dois dias ou em um só. E todos também apostam em queda na temperatura, na segunda-feira.

O frio e o friozinho não vão embora tão cedo, segundo os meteorologistas. Devem prosseguir pelo menos até o outro final de semana.

As máximas não chegarão a 30 graus, durante todos os próximos dias. A não ser no outro domingo, com exatos 30 graus, mas apenas para o Climatempo.

Cá entre nós, estava na hora de pelo menos o friozinho dar as caras. Quanto às chuvas, nem se fala. Mas é preciso bem mais do que isso pra sustentar nossos rios e garantir água pro abastecimento.

SEM ÁGUA

Os vizinhos na Argentina não conseguem mais captar água do Rio Iguaçu, nem com esta pequena balsa com motor de captação.

Que o digam os moradores de Puerto Iguazú, na Argentina, onde a concessionária usa até uma balsa com um motor pra puxar água do meio do Rio Iguaçu, já que nos pontos de captação o nível está muito baixo.

Mas, como o “sistema” falha, o fornecimento de água está sendo garantido pelo reservatórios do Arroio Mboca-í. E é claro que não há líquido suficiente para um abastecimento normal.

 

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1052 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.