Temporal provoca prejuízos em bairros de Foz do Iguaçu

Vila A, Lancaster, Ipê e KLP foram os locais mais afetados; córrego que corta o Jardim Canadá transbordou.

Apoie! Siga-nos no Google News

Bairros da Região Norte de Foz do Iguaçu foram atingidos, por volta das 19h de segunda-feira (30), por um temporal que provocou o alagamento de ruas e o transbordamento do córrego que corta parte do Jardim Canadá, no bairro Lancaster. Casas situadas às margens do curso d’água, no local conhecido como Vila Brás, foram ameaçadas pela correnteza.

Leia também:
Confira a previsão do tempo para a semana em Foz do Iguaçu

Como o fenômeno não teve a mesma intensidade em todas as regiões da cidade, as estações meteorológicas do Simepar e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) não captaram o volume acumulado em locais como a Avenida Silvio Américo Sasdelli, onde o jardim de chuva implantado na esquina com a Rua Rio Claro não deu conta do recado.

Na baixada próxima ao Colégio Estadual Ayrton Senna da Silva, a água chegou a cobrir parcialmente dois veículos que estavam em frente a uma oficina mecânica, conforme registro de moradores de prédios vizinhos.

Cruzamento das avenidas Silvio Américo Sasdelli e Engenheiro Hildemar Leite França, na Vila A. Imagem de autoria indeterminada, obtida pelo H2FOZ através do WhatsApp.
Cruzamento das avenidas Silvio Américo Sasdelli e Engenheiro Hildemar Leite França, na Vila A. Imagem de autoria indeterminada, obtida pelo H2FOZ através do WhatsApp.

Já no cruzamento da Sasdelli com a Avenida Engenheiro Hildemar Leite França, ao lado do Líder Supermercado, o volume de chuva alagou o cruzamento e fez com que a descida em direção à Escola Municipal Gabriela Mistral se transformasse em um rio, com forte correnteza até o cruzamento com a Rua Tubarão.

Água acumulada na Avenida Silvio Américo Sasdelli em frente ao supermercado Líder, na Vila A. Imagem de autoria indeterminada, compartilhada em grupos de WhatsApp.
Água na Avenida Silvio Américo Sasdelli em frente ao Líder Supermercado, na Vila A. Imagem de autoria indeterminada, obtida pelo H2FOZ através do WhatsApp.

Além da chuva, o fenômeno foi acompanhado por granizo e rajadas de vento, que provocaram falta de energia em vários pontos da Região Norte. Em partes da Vila A, Lancaster e KLP, a eletricidade foi restabelecida pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) somente após as 22h.

Nota da Prefeitura de Foz do Iguaçu

A forte chuva que atingiu Foz do Iguaçu no início da noite de ontem (30) provocou pontos de alagamentos em diversas regiões da cidade. De acordo com o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), choveu o equivalente a 56 milímetros em 45 minutos (19h – 19h45), causando o transbordamento dos cursos de água.

A Defesa Civil registrou pontos de alagamento na Avenida Silvio Américo Sasdeli, região da Vila A, próximos aos supermercados Líder e Muffato; na avenida Costa e Silva, em frente ao Fórum Eleitoral; na Avenida Andradina, próximo ao CER IV (Centro Especializado em Reabilitação) e na Avenida José Maria de Brito, no Jardim Itamarati.

Uma enxurrada também foi registrada na Rua Antônio Salazar, no Parque Presidente II, que necessita de um novo sistema drenagem, já que o existente não comporta mais o excesso de chuva. A prefeitura já iniciou o estudo hidrológico e projetos com esta finalidade. A Defesa Civil também contabilizou dez quedas de galhos em vias públicas.

Os trabalhos para minimizar os transtornos ocasionados começaram ainda na noite de segunda-feira (30) e seguem nesta terça-feira (31) com a limpeza e desobstrução das bocas de lobo, o recolhimento de galhos e podas de árvores. Não foram registrados destelhamentos e nenhuma família ficou desabrigada.

A Defesa Civil segue em alerta, já que há condições favoráveis para chuvas intensas nos próximos dias, com acumulados acima da média. Situações de emergências podem ser acionadas pelo telefone 199.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.