H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta - H2FOZ

Pressão foi demais! Governo paraguaio anuncia abertura total da Ponte da Amizade

Pressão foi demais! Governo paraguaio anuncia abertura total da Ponte da Amizade
Vai ser assim, novamente. Mas haverá um período de testes de três semanas, com avaliação da situação epidemiológica (Foto: Agência IP)

H2FOZ - Cláudio Dalla Benetta

Só falta definir oficialmente a data, mas o governo do Paraguai aceitou a abertura total da Ponte da Amizade, como queriam autoridades e comerciantes de Alto Paraná e Ciudad del Este. O dia mais certo para a reabertura, por enquanto, é terça-feira, 29.

A agência de notícias do governo paraguaio, IP, confirmou que a proposta foi definida em consenso entre autoridades do governo nacional, de Alto Paraná e comerciantes da fronteira, na reunião que houve nesta terça-feira, 22, em Ciudad del Este, enquanto a cidade parou pra esperar o resultado.

A abertura será "total", como queriam os comerciantes e transportadores em geral. Isto é, vale para todos que precisem atravessar a fronteira por qualquer motivo, não apenas para fazer compras, como o governo pretendia inicialmente, nem limitada a um número máximo de pessoas.

Mas esta "abertura total" ficará em testes por três semanas, segundo a agência IP. E, antes de vigorar, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, tem que apresentar a proposta para aprovação do presidente Jair Bolsonaro. O mais provável é que o presidente brasileiro não apresente empecilhos.

Pelo protocolo aprovado, será habilitada uma zona de trânsito para o ingresso e saída de pessoas da cabeceira da Ponte da Amizade até Ciudad del Este, Hernandarias, Presidente Franco e Minga Guazú, segundo a agência oficial do governo paraguaio.

Os horários para entrar no Paraguai serão entre 5h e 14h. A saída será entre 14h até 18h, segundo a diretora de Migrações, Angeles Arriola.

Sempre de acordo com a agência noticiosa do governo paraguaio, depois de três semanas será feita uma análise epidemiológica, uma exigência da qual não abriu mão o vice-ministro de Saúde, Julio Rolón.

O vice-ministro de Saúde não abriu mão de um período de testes, com avaliação epidemiológica. Captura de vídeo  canal Telefutura

Segundo ele, o comportamento da população no cumprimento das medidas sanitárias e outros controles na cabeceira da Ponte da Amizade será fundamental para decidir se a fronteira continuará ou não aberta.

A agência IP lembra que, depois de se converter no primeiro epicentro da pandemia de covid-19 no país, o departamento de Alto Paraná (cuja capital é Ciudad del Este) experimenta uma queda em sua curva de contágios,  e mantém semelhanças com Foz do Iguaçu, o que levou a Saúde Pública a decidir pela reabertura das fronteiras.

Destaque nos jornais

Os jornais paraguaios trazem a informação em manchete nas suas edições on line. O Última Hora destacou que o vice-ministro Julio Rolón disse que o modelo criado pelas autoridades sanitárias de Alto Paraná, aprovado pelo governo nacional, servirá de exemplo para a reabertura de fronteiras em outros pontos do país.

O prefeito de Ciudad del Este, Miguel Prieto, celebrou a decisão do governo e enfatizou que todos os comércios deverão contar com medidas sanitárias e que o uso de máscaras será obrigatório. E lembrou também de outro tipo de segurança, para garantir que os criminosos não façam os turistas de vítimas.

O ministro  do Interior, Euclides Acevedo, nesse sentido, recomendou às autoridades policiais de Alto Paraná que redobrem esforços para garantir mais segurança à região. "A segurança é essencial a todos", disse.

"O comércio funciona quando há comodidade aduaneira, fluidez no transporte, controle inteligente do setor de Migrações, filtros de saúde e, acima de tudo, quando há segurança, que é transversal a tudo isso", afirmou Acevedo.

Para Eucldies Acevedo, segurança é fundamental.

O jornal La Nación divulgou as principais informações e acrescentou que a diretora de Migrações, Ángeles Arriola, lembrou que os turistas brasileiros só poderão ir até o km 30 depois de cruzar a fronteira, ficando proibidos de viajar para outros departamentos paraguaios.

Será no dia 29!

Havia temor de confrontos, pela manhã, mas terminou em confraternização do povo nas ruas.

O ABC Color é categórico na informação de que o desbloqueio da Ponte da Amizade será na próxima terça-feira, dia 29.

Noticiou, também, que milhares de moradores de Ciudad del Este permaneceram desde as primeiras horas da manhã na cabeceira da Ponte da Amizade, para esperar o anúncio de que a fronteira seria liberada.

Quando souberam da decisão, houve uma explosão de fogos de artifício e gritos de comemoração.

A representante do Conselho de Desenvolvimento de Ciudad del Este (Codeleste), Linda Taigen, ouvida pelo ABC Color, disse que a medida anunciada pelo governo "nos parece que é acertada, agora é fazer nossa parte para que os contágios não aumentem, para que a ponte não se feche novamente pelo menos até o final do ano. Que tenhamos um fim de ano produtivo para o comércio de fronteira".

O governador Roberto González Vaesken, via Twitter, comemorou a "grande vitória do povo paranaense" (de Alto Paraná).

Já o presidente do sindicato de taxistas, Miguel Barrios, elogiou a decisão, porque permitirá que milhares de trabalhadores retomem suas atividades.

O jornal Hoy também garantiu que a reabertura da Ponte da Amizade será no dia 29, embora nenhuma autoridade tenha fixado data, já que os presidentes do Brasil e do Paraguai ainda não conversaram.

O próprio Itamaraty, que será o responsável por marcar a reunião (virtual) entre os presidentes dos dois países, ainda não tem qualquer informação oficial a fornecer.

Pontos principais

A Rádio Ñanduti divulgou em seu portal os pontos principais do protocolo e do plano de reabertura da ponte:

- Será habilitado o ingresso, sem controles - de ida e volta - de taxistas, mototaxistas e de todas as pessoas que cruzem a ponte.

- O turista poderá ir até Minga Guazú, Hernandarias e Presidente Franco.

- A Diretoria de Polícia do departamento de Alto Paraná será responsável pelos controles e por garantir segurança aos turistas.

- O turista pode entrar no Paraguai a partir das 5h e sair a partir das 14h até 18h.

- O setor de Migrações e a Saúde Pública instalarão barreiras sanitárias de controle no km 30 de Minga Guazú e nos pontos de saída de Ciudad del Este.

- O plano piloto  se estenderá por três semanas de testes.