Brasileiro denuncia que foi extorquido pela polícia em Ciudad del Este

Funcionários da Prefeitura acompanharam o brasileiro quando foi fazer a denúncia ao Ministério Público. Foto MP publicada no Última Hora

Ele foi detido sob suspeita de estar com carro roubado. A polícia tirou dele US$ 600. Veja qual foi a versão da polícia.

Um turista brasileiro denunciou ao Ministério Público do Paraguai, em Ciudad del Este, que foi vítima de extorsão por parte de agentes da Polícia Nacional, informam os jornais Última Hora e La Clave.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Acompanhado de funcionários da Prefeitura de Ciudad del Este e da Defesa do Consumidor, o brasileiro – que não teve a identidade revelada -, contou que seu carro foi parado por policiais, sob suspeita de que era roubado.

O turista foi então levado para a delegacia de Alto Paraná, onde o deixaram incomunicável, depois de tirar dele o celular e US$ 600, dinheiro com o qual pretendia fazer compras no comércio de Ciudad del Este.

Numa sala onde estava escrito “Dormitório”, o turista foi obrigado a tirar as roupas, para ser revistado, e depois ficou fechado mais de três horas.

Quando foi liberado, os policiais lhe devolveram o celular e o veículo, mas não o dinheiro.

VERSSÃO DA POLÍCIA

O jornal Última Hora traz a versão da polícia e o nome do brasileiro, que vamos omitir.

Segundo a Polícia Nacional do Paraguai, agentes motorizados (identificados na matéria) pararam o carro em que estava o turista e verificaram que ele não portava os documentos do veículo nem documento de identidade.

Os agentes viram, também, que ele tinha antecedentes por tráfico de drogas, por isso foi levado à chefatura de polícia para novas apurações.

Ainda de acordo com a Polícia Nacional, o turista foi liberado depois que um colega de trabalho dele trouxe os documentos que ele não tinha apresentado.

De qualquer forma, o jornal Última Hora acrescenta, no final da matéria: “Este não é o primeiro caso de extorsão denunciado em Ciudad del Este, onde se registra uma grande quantidade de visitas de turistas brasileiros para a compra, majoritariamente, de produtos eletrônicos”.

CASO ANTERIOR

Links na matéria on line do Última Hora remetem para o último caso de extorsão contra um brasileiro. Segundo a notícia, quatro agentes da Polícia Nacional foram detidos no dia 15 de outubro depois de exigir R$ 22 mil de um brasileiro, acusado por eles de estupro de menor.

O homem foi detido quando saía de um hotel com uma jovem, que se suspeita seja cúmplice dos policiais, e o prenderam porque ela seria menor de idade.

Mesmo depois de receber os R$ 22 mil para que ele não fosse preso, os agentes teriam continuado a ameaçá-lo, caso não lhes desse mais dinheiro.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.