Caminhoneiros e mototaxistas se confrontam em Ciudad del Este. Veja vídeo

Confronto foi feio, mas ninguém ficou ferido com gravida. Foto: captura de vídeo

Briga foi porque mototaxistas queriam cruzar a rodovia bloqueada.

Caminhoneiros e mototaxistas se enfrentaram a socos e pontapés, em Ciudad del Este, na tarde desta quinta-feira, 17, no trecho da rodovia próximo à Ponte da Amizade.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A briga foi porque os mototaxistas queriam passar pelo local, bloqueado no protesto dos caminhoneiros, que exigem redução no preço dos combustíveis, como informa o jornal Última Hora.

Ninguém ficou ferido com gravidade no confronto, que terminou com os caminhoneiros saindo do local e os mototaxistas circulando por toda a área.

Nos vídeos difundidos em redes sociais, vê-se como os dois grupos se enfrentam a gritos, golpes, pontapés e até lançando pedras e pedaços de madeira uns contra os outros, como destaca o Última Hora.

Confira um dos vídeos:

COM A POLÍCIA

O jornal Última Hora relata que, ainda na tarde desta quinta, também houve problemas entre caminhoneiros e a Polícia Nacional, na rodovia PY08, em Guayaibí, departamento de San Pedro.

Quase houve uma colisão entre um caminhão da Tropa de Choque e um caminhão dos manifestantes, que não permitiu a passagem da polícia. Os agentes policiais só não foram em frente porque havia muitos manifestantes.

FUNDO

Pode ser que o protesto dos caminhoneiros termine nesta sexta-feira. Em reunião com o presidente do Congresso Nacional, Óscar Salomón, lideranças dos caminhoneiros anunciaram que vão encerrar os bloqueios de rodovias, se for aprovado o projeto de lei do Executivo que cria um fundo de estabilização para o preço dos combustíveis.

Em Ciudad del Este, de acordo com o Última Hora, o representante do sindicato de mototaxistas, Gabriel Samaniego, informou que nesta sexta, juntamente com representantes de taxistas e de transportes alternativos, esperam manter uma reunião com autoridades, já que ainda nesta quinta o protesto foi encerrado.

O governo propôs a criação do Fundo de Estabilização, com um montante entre US$ 100 milhões e US$ 120 milhões de empréstimo, para conter os reajustes dos combustíveis, ante o aumento do preço do petróleo internacional.

Nesta quinta, entrou em vigor uma diminuição no preço do diesel comum e da gasolina 93 octanas vendidos pela estatal Petropar, mas os profissionais do volante não concordaram com a medida, mesmo porque vale apenas por 30 dias.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.