H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Professor Afonso

Educação a distância

Agora com a pandemia do coronavírus, escolas, particulares e públicas, universidades, e todo o sistema educacional, de alguma forma, aderiram em massa à educação on-line. (Foto: Divulgação)

Prof. José Afonso de Oliveira - OPINIÃO

Vendo meus netos com os celulares dos pais, fico imaginando o que deve ser a educação a distância. Sim, eles não deixam o celular por nada, ficam literalmente dominados diante dos joguinhos, desenhos, enfim, de tudo aquilo que é muito atrativo para eles.

Agora com a pandemia do coronavírus, escolas, particulares e públicas, universidades, e todo o sistema educacional, de alguma forma, aderiram em massa à educação on-line. Mas o que estamos vendo é que, na maioria esmagadora dos casos, tratou-se de colocar as escolas, as aulas dentro dos computadores, o que parece que não é nem um pouco motivador. 

É certo que isso tem ajudado a manter os alunos no sistema educacional, mas fica muito difícil dizer até que ponto eles permanecem trabalhando em seus aparelhos. Penso existir muita desmotivação, da mesma forma, ou até maior ainda, que a existente nas aulas presenciais.

Para evitar isso é preciso buscar todos os recursos disponíveis, sendo os mais importantes a criação de softwares educativos. Isso mesmo, é uma nova concepção de educação em que teremos de buscar novas metodologias que sejam capazes de dar conta do aprendizado on-line. Isso não é tarefa fácil, e tem muito a ser feito, não impedindo que seja realizado, mas é um grande desafio.

Creio, no entanto, que podemos pensar que em um futuro muito próximo poderemos estar educando para a diminuição ou mesmo erradicação do analfabetismo; ampliar cursos profissionais para adultos e jovens poderem ingressar no mercado de trabalho; e aumentar a participação de adultos nos sistemas educacionais, promovendo o que está posto na LDB no que tange à educação continuada.

Nesse sentido de educação continuada entram as adaptações, reciclagens de professores de todos os níveis, de médicos, engenheiros, advogados, enfim, de todo um segmento muito importante que tem absoluta necessidade de passar por um período curto de estudos, visando a poderem exercer melhor as suas profissões.

Bem, tudo isso é o que está sendo posto também por conta da pandemia, mas, acima de tudo, é uma necessidade da sociedade globalizada que deve, obrigatoriamente, buscar novas alternativas de ocupação para as pessoas que estejam desempregadas ou que faz um certo tempo não têm acesso ao mundo do trabalho. 
Só assim estaremos criando as condições de melhoria para todos nessa nova realidade que já estamos vivendo.

* José Afonso de Oliveira é Professor e sociológo em Foz do Iguaçu.

________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

X