Municipal divulga número de procedimentos realizados em 2021

Municipal é o hospital de referência para pacientes em tratamento - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Balanço não inclui fila de espera. Mantido com dinheiro público, hospital enfrenta crise, com pedido de intervenção do MP e risco de greve.

Em meio a uma crise em que os profissionais estão em estado de greve e o Ministério Público do Paraná (MPPR) pediu a intervenção e destituição da gestão, o Hospital Municipal Padre Germano Lauck divulgou balanço de procedimentos feitos em 2021. A unidade é mantida com recursos públicos do município para atendimento pelo Sistema Único de Saúde.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Leia também: Crise na saúde: profissionais do Hospital Municipal seguem em estado de greve

Segundo o relatório divulgado à imprensa, que não inclui os números atuais da fila de pacientes na espera por atendimento, o Municipal realizou 8.355 cirurgias de urgência, eletivas e pequenos procedimentos em 2021. O número é 43% maior do que o de 2020, quando foram 5.872 intervenções.

As cirurgias eletivas foram suspensas em março de 2020 e retomadas no final de julho de 2021, por conta da pandemia, relatou a assessoria do hospital. Além de iguaçuenses, a casa de saúde atende moradores de outras cidades da região e das cidades fronteiriças, como pacientes do Paraguai.

“Com base no relatório do último quadrimestre de 2021, o Hospital Municipal tem uma média mensal de 900 atendimentos por mês”, expõe o texto da assessoria. “Em relação aos exames laboratoriais, 63 mil procedimentos são feitos mensalmente na instituição”, contabiliza.

Outros dados:

  • Foram 10.559 internações em 2021, aumento de 15% na comparação com o ano anterior, sendo que a pandemia contribuiu para esse crescimento.
  • Leitos de UTI Covid do hospital passaram de 17 para 70, ação de enfrentamento à covid-19 que contou com apoio dos governos estadual e federal, por meio da Itaipu Binacional.
  • O hospital recebe R$ 10 milhões a cada mês, dos quais 60% são municipais.
  • A previsão orçamentária de custeio do hospital para o ano de 2022 é de R$ 120 milhões, dos quais R$ 55 milhões deverão ser de repasses estaduais e federais.
Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.