Unidades de saúde priorizarão casos respiratórios sintomáticos em Foz

Cidade vive aumento d casos de covid-19 e gripe - Foto: Divulgação

Somente dez unidades farão outros atendimentos essenciais, em novo arranjo no atendimento oferecido pela prefeitura.

A prefeitura informou que as unidades básicas de saúde (UBSs) de Foz do Iguaçu passarão a dar prioridade de atendimento a pacientes com problemas respiratórios sintomáticos. A medida entrará em vigor a partir desta segunda-feira, 17.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Leia também:

Em shows com mais de 500 pessoas em Foz, participante deverá ter teste negativo de covid-19

Saúde informa mais 1,7 mil casos de covid-19 em Foz: 1.312 ocorrências represadas e 411 em 24 horas

A gestão municipal justificou a medida devido ao aumento da demanda nas UBSs desde o início do ano. Somente dez unidades, duas em cada um dos cinco distritos da cidade, seguirão com os demais atendimentos essenciais em pediatria, ginecologia e obstetrícia, pré-natal e puericultura.

As dez unidades com atendimento essencial são:

  • Região (Distrito) Norte: KLP e Vila C Nova;
  • Nordeste: São João e Sol de Maio;
  • Oeste: Vila Yolanda e Maracanã;
  • Leste: Portal da Foz e Campos do Iguaçu; e
  • Sul: Profilurb II e Padre Monti.

Segundo o município, o objetivo desse novo arranjo no atendimento em saúde é evitar a demora no atendimento e aglomeração. Usuários reclamam do tempo de espera em UBSs e UPAs, lotadas principalmente em razão do elevado número de casos de covid-19 e H3N2.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.