Civil prende sogra de 65 anos acusada de matar genro em Foz do Iguaçu

Homem foi atingido por três golpes de faca em casa; esposa presenciou o crime, diz polícia.

Apoie! Siga-nos no Google News


A Polícia Civil prendeu uma mulher de 65 anos, acusada de matar o próprio genro em Foz do Iguaçu. O mandado judicial da 1.ª Vara Criminal foi cumprido no último dia 1.º.

LEIA TAMBÉM: Atlas da Violência: Foz do Iguaçu tem taxa de homicídios 83% maior que a média nacional

A vítima de homicídio é Roberto Carlos Partocheli, morto no dia 6 de junho passado. Ele foi atingido por três golpes de arma branca, “em que a autora se evadiu do local portando a arma (uma faca) utilizada para cometer o delito”, expôs a 6.ª Subdivisão Policial (SDP).

Levantamentos sobre a motivação do crime apontaram que a sogra da vítima teria relatado a algumas pessoas que o genro agredia fisicamente a filha dela. “Fato que não foi confirmado porque a esposa da vítima foi ouvida e negou sofrer violência doméstica, inexistindo qualquer boletim de ocorrência nesse sentido”, informou a Polícia Civil em Foz do Iguaçu.

A delegada de Homicídios da Polícia Civil, Iane Cardoso do Nascimento, em entrevista à imprensa, deu detalhes da apuração. Ela afirmou que a equipe obteve imagens em que a suspeita aparece deixando a casa, local do crime, com uma faca.

“A vítima se encontrava em casa quando foi surpreendida com golpes de faca”, reforçou. “O fato foi presenciado pela esposa da vítima, que estava em residência”, narrou a delegada.

A mulher acusada do crime, presa preventivamente, foi encaminhada à Cadeia Pública Laudemir Neves, permanecendo à disposição da Justiça

LEIA TAMBÉM
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.