Prefeitura de Ciudad del Este inicia combate a falsos guias de turismo

A força-tarefa pra combater os abusos contra turistas incluem órgãos de segurança e de proteção ao consumidor. Foto Prefeitura de CDE
Siga a gente no

Foi montada uma força-tarefa para a campanha “Piranha Zero” contra quem aplica golpes em turistas.

 
Já era hora! A Prefeitura de Ciudad del Este iniciou nesta segunda-feira, 6, um “combate interestitucional” contra os falsos guias de turismo, mais conhecidos como piranhas, que atraem turistas a algumas lojas para serem vítimas de golpes.

O objetivo da campanha “Piranha Zero”, segundo divulgou a Prefeitura, é garantir aos visitantes que, em sua estadia e suas compras, não sejam vítimas de fraudes e golpes nos centros comerciais. A campanha é o marco das primeiras ações do Conselho de Desenvolvimento e Segurança Municipal de Ciudad del Este.

Fazem parte da operação integrantes da Polícia Municipal de Trânsito, da Diretoria de Ordem e Segurança, da Divisão Municipal de Fiscalização, do Escritório de Defesa do Consumidor e do Usuário, da Polícia Nacional (por meio da Polícia Turística, Grupo Lince e delegacias policiais) e do Ministério Público.

O diretor do Escritório de Defesa do Consumidor, Richard González, que é também vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento e Segurança Municipal, disse que o trabalho se estenderá por alguns meses, até que o problema das armadilhas contra turistas seja eliminado.

DE SURPRESA

As ações do grupo interinstitucional não serão informadas previamente porque têm como fim prevenir fatos delitivos, por isso serão feitas a qualquer momento, de forma que seja surpresa para os possíveis alvos.

Ele informou ainda que a cabeceira da Ponte da Amizade será o ponto de partida das operações, já que estão georreferenciadas as zonas consideradas vermelhas, que incluem shoppings e galerias.

González destacou que o procedimento se baseia em que todas lojas, galerias ou shoppings que deixam ingressar ou trabalham com piranhas serão sancionados.

“DESPEJO”

O promotor público Edgar Torales explicou que o Ministério Público dará respaldo e proteção à Prefeitura, para que o trabalho possa ser executado com normalidade e esperando-se que não ocorreram fatos puníveis, a partir do que o órgão atuará.

“Queremos despejar do microcentro quem cria problemas aos turistas, especialmente os ‘pirañitas’ e outras pessoas que, ao invés de apoiar, estão extorquindo os visitantes. Queremos limpar o microcentro e é esta tarefa que iremos acompanhar”, disse o promotor.

Torales contou que o Ministério Público apura cerca de 70 denúncias de golpes praticados pelos falsos guias turísticos e também por comerciantes, e que há várias pessoas processadas.

Veja duas das dezenas de notícias que já publicamos sobre golpes contra brasileiros:

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->