Programas legais podem sair de graça com o Sesi Paraná

O novo Retorno Garantido Sesi – Cashback de Programas Legais é ativado com a contratação do PGR.

Apoie! Siga-nos no Google News

O novo Retorno Garantido Sesi – Cashback de Programas Legais é ativado com a contratação do PGR.

Em inglês, cashback significa literalmente “dinheiro de volta”. Se para muitas empresas é uma boa estratégia de vendas, para o Sesi Paraná, que tem como missão apoiar as indústrias paranaenses em sua competitividade e produtividade, é também uma ferramenta para incentivar que estejam em dia com as questões legais.

O novo Retorno Garantido Sesi – Cashback de Programas Legais funciona da seguinte maneira: a partir da contratação do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) ou PGR e Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), a indústria ganha até 115% do valor investido em créditos. “Nosso objetivo é que com esse benefício, indústrias de todos os portes estejam em dia com as questões legais, para que tenham ativos para destinar a temas que possam colaborar com seu desenvolvimento”, afirma Robson Gravena, gerente executivo de Segurança e Saúde do Sistema Fiep. “E isso, com serviços que levam a chancela do Sesi Paraná, que tem mais de 75 anos de experiência e qualidade.”

A obrigatoriedade do PGR e do PCMSO

A Norma Regulamentadora 01 (NR-01) entrou em vigor em janeiro deste ano e, com ela, vieram mudanças significativas nas diretrizes de gestão de riscos ocupacionais, mais especificamente no Programa de Gerenciamento de Riscos.

O PGR passou a contemplar os cinco riscos ocupacionais: físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes. Para isso, tem como entrega básica o Inventário de Riscos e o Plano de Ação, que se antes era apenas uma formalidade, agora passa a ser uma ferramenta de Gestão em Segurança do Trabalho ativa e periódica dos riscos ocupacionais.

O Sesi Paraná realiza o PGR para as indústrias, com Plano de Ação, além do Inventário de Riscos, que auxiliam na estratégia de gestão dos riscos ocupacionais, sugerindo adequações com medidas preventivas e dando suporte à tomada de decisão da empresa.

Neste ano também entrou em vigor a nova NR-07, que estabelece as diretrizes e os requisitos para o desenvolvimento do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), em conformidade aos riscos ocupacionais avaliados no PGR. Os dois programas são obrigatórios para indústrias (exceto MEIs e as micro e pequenas com grau de risco 1 e 2 têm a simplificação da entrega, porém, os exames ocupacionais continuam obrigatórios).

Mas como funciona?

Durante a vigência do contrato do PGR ou PGR e PCMSO com o Sesi Paraná, a indústria reverte o valor da compra em créditos, que podem ser utilizamos com os seguintes programas: Análises Ergonômicas do Trabalho (AET); Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT); Laudos de Insalubridade e Periculosidade; Avaliações Quantitativas de Agentes Ambientais; e laudo para adequação à NR-12 (respeito à segurança do trabalho de máquinas e equipamentos).

As indústrias associadas aos sindicatos filiados à Fiep têm 115% do valor investido revertido em cashback, enquanto as demais indústrias, 100%. “Dependendo do serviço escolhido para a utilização do cashback, é possível conseguir isenção total do serviço”, aponta Gravena. “É uma oportunidade de fazer mais pela indústria, por meio do que é obrigatório.”

Para saber mais, entre em contato pelo 0800 648 0088 ou acesse sesipr.com.br/segurancaesaude.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.