Duplicação da Rodovia das Cataratas: licitação mantém 3 consórcios na disputa

Projeto prevê quatro viadutos e uma nova ponte sobre o Rio Tamanduá - Foto: DER-PR
Siga a gente no

Resultado da análise de preços saiu nesta sexta; próxima fase será a abertura de envelopes de habilitação.

Foi divulgado nesta sexta-feira, 27, o resultado da primeira etapa da licitação para a obra de duplicação e revitalização da Rodovia das Cataratas (BR-469) em Foz do Iguaçu. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), três participantes foram classificados para a próxima etapa, sendo:

Consórcio Dalba/Bandeirantes – formado pelas empresas Dalba Engenharia e Empreendimentos e Comércio Bandeirantes. Valor da proposta: R$ 129.663.982,03;

Consórcio 469 Foz – reúne as empresas Weiller Construção Civil e Contersolo Construtora de Obras. Valor da proposta: R$ 147.215.200,09; e

Consórcio TC Cataratas – formado pelas empresas TCE Engenharia e Compasa do Brasil Distribuidora de Derivados de Petróleo. Proposta: R$ 156.500.675,45.

LEIA TAMBÉM:
Dez participantes disputam licitação para duplicar Rodovia das Cataratas
Duplicação da Rodovia das Cataratas inclui viaduto de acesso ao aeroporto e nova ponte no Rio Tamanduá

“Os três foram classificados por terem apresentado as propostas de preços mais vantajosas para a administração pública e terem sido aprovadas em análise da comissão de julgamento do DER/PR”, informou a Agência Estadual de Notícias (AEN). A próxima fase, agora, será em 8 de junho, com a abertura de envelopes com documentos de habilitação.

Segundo o órgão estadual, a divulgação da primeira fase dá início ao prazo para recursos, caso algum participante decida por esse procedimento. A BR-469 é a via de acesso ao Parque Nacional do Iguaçu (PNI), que abriga as Cataratas do Iguaçu, e reúne empreendimentos hoteleiros e atrativos que fomentam o turismo na região trinacional.

O projeto de duplicação abrange trecho de 8,7 quilômetros, do Trevo Carimã (acesso para a Ponte Tancredo Neves) ao portal de entrada do PNI. Estão previstas vias marginais, passeios, ciclovia, uma nova ponte sobre o Rio Tamanduá, passa-faunas, iluminação com LED e quatro viadutos – incluindo um de acesso ao aeroporto.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->