Foz do Iguaçu tem quinta semana de queda, mas pandemia exige cuidados

O hospital público está com 32 pacientes na UTI para tratamento de covid-19 - Foto: Marcos Labanca

Cinco semanas de queda nos novos casos, quatro semanas de redução nos internamentos e três semanas de diminuição nas mortes por covid-19. Esse é o cenário atual da pandemia em Foz do Iguaçu, conforme análise feita pelo H2FOZ, com base nos dados dos boletins diários divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Imagem: Marcos Labanca).

Antes de continuar com a leitura, no entanto, um alerta: a tendência mostrada pelos números é importante, mas o panorama pode mudar a qualquer momento caso ocorra a chegada de variantes mais transmissíveis (até o momento, não há registros de circulação local da Delta) ou o relaxamento de cuidados como o uso correto de máscaras, a higienização constante das mãos e o distanciamento social.

Feito o lembrete, vamos aos fatos: na semana epidemiológica que terminou no sábado (10), a Terra das Cataratas teve 449 novos casos de moradores infectados com o novo coronavírus, o que é menos da metade da última semana em que os casos subiram, no início de junho. A comparação pode ser vista na tabela abaixo:

De 30/5 a 5/6: 984 novos casos.
De 6/6 a 12/6: 861 novos casos.
De 13/6 a 19/6: 696 novos casos.
De 20/6 a 26/6: 654 novos casos.
De 27/6 a 3/7: 474 novos casos.
De 4/7 a 10/7: 449 novos casos.

No período analisado houve, também, significativa diminuição nos casos ativos. No boletim de 5/6, eram 753 moradores doentes. No último sábado, os iguaçuenses ainda em fase de sintomas ou transmissão do vírus eram 378, quase 50% menos.

Comparativo com dados semana a semana, desde julho de 2020. Gráfico: Elaine Della Giustina Soares / Unila.

Internamentos

Já quanto às hospitalizações, são quatro semanas seguidas de redução no número de leitos ocupados por moradores, tendo como parâmetro o boletim do último dia de cada semana epidemiológica (que começa no domingo e termina no sábado):

Em 12/6: 198 leitos.
Em 19/6: 162 leitos.
Em 26/6: 154 leitos.
Em 3/7: 142 leitos.
Em 10/7: 120 leitos.

Os totais acima referem-se apenas aos pacientes com endereço em Foz do Iguaçu. A rede hospitalar da cidade conta com 125 leitos de UTI Covid e 89 de enfermaria, que atendem, além da demanda local, pessoas vindas de outros municípios. No domingo (11), as taxas de ocupação eram de 62% nas UTIs e 46% nas enfermarias.

Leitos ocupados por moradores com covid-19 nos hospitais de Foz do Iguaçu, no último dia de cada semana epidemiológica de 2021. Gráfico: Elaine Della Giustina Soares / Unila.

Óbitos

Em relação às mortes, são três semanas de redução. O critério aqui utilizado é o de data de comunicação no boletim, uma vez que a Secretaria Municipal de Saúde não inclui, em sua nota diária à imprensa, a data exata de cada falecimento.

De 13/6 a 19/6: 37 mortes.
De 20/6 a 26/6: 25 mortes.
De 27/06 a 3/7: 18 mortes.
De 4/7 a 10/7: 13 mortes.

Óbitos por covid-19 em Foz do Iguaçu, semana a semana, desde julho de 2020. Gráfico: Elaine Della Giustina Soares / Unila.

O pior registro em número de casos foi o da semana entre os dias 28/2 e 6/3, com 1.978 infectados. O boletim com mais iguaçuenses hospitalizados (parâmetro: último dia de cada semana) foi o de 20/3, com 224. Já a semana com mais mortes ocorreu entre 28/3 e 3/4, quando 69 moradores de Foz do Iguaçu faleceram devido à covid.

Vacinação

Em paralelo, mesmo que com algumas interrupções, a imunização contra o novo coronavírus segue avançando. Entre 30/5, primeiro dia das semanas avaliadas, e o último sábado, 62.566 vacinas foram aplicadas, sendo 51.314 de primeira dose e 11.252 de segunda ou dose única (Janssen).

Números consolidados até sábado apontam que 59,4% da população adulta de Foz do Iguaçu recebeu pelo menos a primeira parte da vacinação, enquanto 19,1% já estão com a proteção completa.

Gráfico: Secretaria Municipal de Saúde.

A faixa etária atual é a dos 39 anos, devendo cair para 38 nos próximos dias. Moradores com idade entre 30 e 39 anos são, justamente, a faixa mais afetada pelo coronavírus em Foz do Iguaçu, tendo representado, somente na última semana, 25% dos novos casos. O site para agendamento é o http://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

Cuidados

As cinco semanas de queda nos novos registros são um patamar que exige trabalho duro. Manter os cuidados básicos continua fundamental, bem como estar atento aos sintomas e entrar em contato com o Plantão Coronavírus (WhatsApp 3521-1800 ou ligação gratuita para 0800-645-5655) para orientações em caso de suspeita.

O Governo do Paraná prevê que toda a população adulta do estado esteja, até o final de setembro, vacinada com pelo menos uma dose. A imunização completa, por sua vez, deve ocorrer até o fim de dezembro. Dias melhores virão, e a notícia de hoje é boa, contudo ter cautela é sempre importante.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ tem 125 posts e contando. Ver todos os posts de Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.