Motoristas mantêm greve, mas ônibus rodam na manhã desta sexta; veja como

Trabalhadores iniciaram greve nesta quinta-feira, 10 - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Categoria tem assembleia marcada e cobra valores retroativos e prioridade na contratação pela nova empresa que irá operar o serviço.

Sem entendimentos em torno da pauta, os rodoviários decidiram manter a greve do transporte coletivo. Segundo o sindicato da categoria, os ônibus irão rodar na manhã desta sexta-feira, 11, com 100% da frota até as 9h.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Leia no Blog da Redação: Créditos do Cartão Único: prefeitura ‘lava as mãos’ e manda usuário reclamar ao Procon

Depois disso, os veículos permanecerão parados no terminal de ônibus, informou ao H2FOZ o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Foz do Iguaçu (Sitro-FI), com 40% dos veículos em circulação. Às 11h, amanhã, os trabalhadores farão uma assembleia.

“Já a partir das 9h desta sexta-feira, irá rodar somente com 40% da frota até à noite, a princípio. Mas tudo vai depender da assembleia que faremos”, explicou o secretário-geral do Sitro-FI, Rodrigo Andrade de Souza. A reunião acontecerá no próprio terminal.

Os rodoviários cobram retroativos salariais e a assinatura de convenção coletiva, instrumento que assegura vários direitos. Eles ainda estão preocupados com os efeitos da mudança na operação do serviço, sendo o desemprego o maior risco.

A categoria afirma que não tem garantia quanto ao recebimento de eventuais rescisões e outros haveres das atuais empresas. Além disso, os motoristas reivindicam prioridade na contratação pela nova empresa, a Santa Clara.

No decreto de caducidade do contrato com o Consórcio Sorriso, a prefeitura explicita que não assumirá, nem a nova empresa, passivos trabalhistas. Também não oferece formalmente garantia de recontratação dos atuais profissionais do transporte coletivo.

Nesta quinta-feira, 10, no primeiro dia da greve, os trabalhadores tentaram uma reunião com o prefeito Chico Brasileiro (PSD), que não os recebeu. A assessoria da prefeitura informou à reportagem que o prefeito tinha outros compromissos e viagem para Curitiba, para agenda com o Governo do Paraná.

Sobre as tratativas em torno da recontratação dos motoristas, Rodrigo Andrade de Souza definiu como “zero avanço, na verdade houve retrocesso”, asseverou o dirigente sindical. A categoria poderá adotar novos procedimentos de greve na assembleia desta sexta-feira.

A falta de planejamento acerca da mudança de empresa faz aumentar a apreensão dos rodoviários. Isso porque os trabalhadores têm contratos laborais em vigor com o Consórcio Sorriso, que deverá deixar de rodar neste sábado, 12, com a nova operadora assumindo o serviço já no dia seguinte, domingo, 13, restringindo as alternativas para os motoristas atuais.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.