Sem bilhetagem, ônibus circulam de graça em Foz nesta segunda

Passageiros embarcam na linha que passa na Rodovia das Cataratas - Foto: Marcos Labanca/H2FOZ

No TTU, passageiros relatam problemas no serviço, neste primeiro dia útil de funcionamento da nova empresa.

Matéria atualizada às 18h50 com informações de passageira.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Quem utiliza o transporte coletivo em Foz do Iguaçu não paga passagem nesta segunda-feira, 14, primeiro dia útil de operação da Viação Santa Clara, contratada pela prefeitura de forma emergencial para substituir o Consórcio Sorriso. A gratuidade é porque não está efetivado o sistema de bilhetagem eletrônica, para pagamento da tarifa com cartão.

Assista à live do H2FOZ no TTU nesta segunda.

Leia também: EDITORIAL – Transporte coletivo de Foz necessita de uma transformação

A determinação para o funcionamento gratuito do sistema é do Instituto de Transportes e Trânsito (Foztrans). “O objetivo é evitar transtornos à população no primeiro dia útil de operação da nova empresa que opera o sistema de transporte coletivo urbano”, reportou a Agência Municipal de Notícias.

Segundo a assessoria da Santa Clara, a empresa trabalha para implantar nesta semana a bilhetagem. Já a prefeitura afirmou que a ferramenta ainda “depende da entrega de parte do sistema antigo por parte do Consórcio Sorriso, não realizada até este domingo (13)”, noticiou a AMN.

Passageiros reclamaram da espera dos ônibus que vão do TTU para a ponte e bairros da Região Norte – Foto: Marcos Labanca

No Terminal de Transporte Urbano (TTU), a reportagem recolheu as primeiras impressões dos usuários. De modo geral, há expectativa para que o serviço melhore com a nova empresa, mas prudência nas avaliações. Os passageiros relataram ao H2FOZ velhos problemas, como número insuficiente de ônibus e demora nos itinerários, o que resulta em veículos lotados.

A prefeitura mantém o serviço 156 para reclamações e sugestões.

Mesmo com a nova empresa operando, os horários e linhas não foram alterados. A direção do Foztrans vem afirmando que o momento é de adaptações nessa transição do Consórcio Sorriso para a Santa Clara e que deverá fazer alterações das rotas. Pelo contrato firmado, 66 ônibus devem circular diariamente.

Antigos problemas

O jardineiro Valdir da Rocha disse que não passou a linha Profilurb II das 7h. Ele embarcou no Jardim das Flores, às 7h20, e reclamou da demora no TTU para pegar a próxima lotação para a Vila Portes, seu local de trabalho. “Tem que ter ônibus direto dos bairros para a ponte”, reivindicou.

Na região de Três Lagoas, a assistente-administrativa Rosângela Pereira, que utiliza a Linha nº 230, relatou que seu ônibus não passou no horário. “Após cerca de 30 minutos de espera, a alternativa foi esperar outro ônibus que faz a linha Três Lagoas-centro/terminal”, relatou.

O ônibus dessa linha, a de nº 225, passou no horário previsto, porém não parou no ponto porque estava lotado. “Tive de esperar mais de uma hora e embarcar em outro ônibus para o centro, e pegar outra lotação para ir trabalhar”, elencou.

Agora à tarde, Rosângela Pereira informou que as linhas 230 e 205 não passaram no horário. “Tive de caminhar até Avenida Silvio Américo Sasdelli para tomar a Linha 320 Interbairros, que desde as 17h30 não passou também”, disse a passageira.

Empresa informou que 66 ônibus estão em circulação nesta segunda – Foto: Marcos Labanca

Ar-condicionado e Wi-Fi

Inicialmente com previsão para ter a totalidade dos veículos com ar-condicionado, a empresa afirma que 24 lotações dispõem do equipamento, e os 66 têm Wi-Fi. Neste início de operações, os ônibus não são padronizados e apresentam diversas cores diferentes, sendo identificados com uma pequena marca da empresa.

Cartão Único

Outro problema enfrentado por empresas e passageiros é quanto aos créditos já adquiridos e armazenados no Cartão Único. A prefeitura garante que as antigas empresas devem fazer a devolução e recomenda o Procon como órgão para reclamações. Já o Consórcio Sorriso expôs em nota, recentemente, que não há restrição no contrato para que vale-transporte no cartão permaneça em uso.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.