Será o adeus à Fartal? Festa de aniversário da cidade muda de endereço e formato

Artistas iguaçuenses de circo duarante apresentação na Fartal - Foto: Divulgação/Prefeitura de Foz

Prefeitura alega “redução na arrecadação” para não realizar a feira neste ano; 108 anos de Foz serão celebrados com show na Praça da Paz.

A prefeitura não irá realizar neste ano a Feira de Artesanato e Alimentos (Fartal), evento que acontece tradicionalmente no mês de junho para celebrar o aniversário de Foz do Iguaçu. Os 108 anos da cidade serão comemorados com show na Praça da Paz.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A assessoria de comunicação do município informou que, além da apresentação de Almir Sater, será dada a “oportunidade para uma grande parcela de artistas se apresentarem durante todo o mês de junho”. Ainda integrarão a programação artesãos e entidades filantrópicas.

Por meio de nota à reportagem, a administração justificou que a mudança na programação decorre da “redução na arrecadação” por causa da “pandemia, crise hídrica e baixa do dólar”. Segundo o município, busca-se, desde o ano passado, nova modelagem para a feira iguaçuense.

“Está sendo estudado um modelo de realização da Fartal com maior participação da iniciativa privada, como acontece na maioria dos municípios com o mesmo porte de Foz do Iguaçu”, informou. Ao que parece, porém, não deu tempo de pôr isso em prática em 2022.

“Contudo, os prazos para acessar fontes de financiamento ou patrocínio são longos e requerem um cenário favorável e maior segurança para assumir os riscos e compromissos inerentes”, expôs a prefeitura por meio da nota, que reproduz informações da Fundação Cultural. A autarquia é responsável pela produção da feira anual.

Com base na alegada diminuição da arrecadação, o H2FOZ questionou sobre os valores que seriam economizados – e a sua destinação – sem a promoção da Fartal. Registra-se que o orçamento previsto da Fundação Cultural para este ano é de R$ 13,4 milhões.

Foi perguntado quanto estava previsto para a programação do aniversário de Foz em 2022, quanto será usado efetivamente e qual o valor da contenção. Também foi questionado se os valores eventualmente reduzidos permaneceriam na pasta da cultura. A resposta foi a seguinte:

“O orçamento da Fundação Cultural para realização de eventos é um só, que engloba, além da Fartal, a Feira do Livro e o Natal. Caso não seja usado, ele será destinado para outras iniciativas de incentivo à cultura, difusão e promoção cultural.”

A reportagem quis saber se prefeitura e a Fundação Cultural debateram a suspensão do evento com outros órgãos e entidades, como a Câmara de Vereadores e o conselho de políticas públicas da área. Isso porque a Fartal é uma festa da cidade, prevista no calendário oficial do município e enraizada na cultura local.

A resposta foi que a realização ou não de eventos é prerrogativa do Poder Executivo, ou seja, da prefeitura. “Contudo, como outros temas de responsabilidade da gestão, a Fartal foi pauta de Reunião do Conselho Deliberativo da Fundação Cultural e discutida nesta instância”, informou a nota.

O Conselho Deliberativo é um dispositivo estatutário da Fundação Cultural, e sua nomeação é feita pelo prefeito, que escolhe e indica representantes da comunidade. Esse colegiado é presidido pelo gestor municipal e inclui o diretor-presidente da fundação responsável pela cultura em Foz do Iguaçu.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.