Calorão continua na semana, em Foz. Mas chuva está a caminho, diz a meteorologia

Nos arrabaldes de Foz, céu azul e sol. Foto CDB

Somente um dos sete serviços consultados não prevê chuva até domingo. Quem acerta?

O placar é 6×1 pela chuva, de hoje a domingo. Variam os dias, muda de serviço a serviço. Mas com um placar desses, é impossível que não tenhamos ao menos um dia de chuva na semana, não é mesmo?

Vamos, então, ao que dizem os meteorologistas:

Simepar: no site, nesta terça-feira, 3, já não há previsão de longo prazo. Só três dias, até sexta-feira, 5. Para este serviço, chove na quinta, mas pouca coisa – 1,5 mm. Temperatura se mantém acima de 30°.

Inmet: chuva sexta e sábado (nos dois dias, “muitas nuvens com pancadas de chuva e trovoadas isoladas”). Na quinta, máxima de 37°.

Climatempo: “sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite”. Isto vale para esta quarta, pra quinta e pra sexta-feira. Pro sábado, muda um pouco: “sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora”.

Tanto o Inmet como o Climatempo preveem uma ligeira queda na temperatura, no sábado: 28°. Efeito das chuvas, certamente.

Tempo Agora: está com o Climatempo na questão das chuvas, previstas diariamente desde hoje até domingo. Temperatura, no sábado, diminui pra 28 graus (já são três serviços prevendo redução e para a mesma máxima).

AccuWeather: na quinta, com 35 graus, começa uma previsão que fica idêntica no dia seguinte: “uma tempestade em partes da região”. No sábado, muda pra “algumas tempestades”. No domingo, volta a ser “uma tempestade em partes da região”. E a máxima, no sábado, diminui para 29 graus.

Sistema Faep: “chuva leve”, na quinta; “moderada”, na sexta e no sábado; e “leve”, no domingo. Dos 35° de máxima na sexta, máxima cai para 27 no sábado (cinco prevendo queda? Não pode ser coincidência!).

CPTEC/Inpe: sabe a ducha de água fria? Pois é, este serviço vai totalmente na contramão dos outros. Possibilidade de chover é mínima (5%) de hoje a domingo. E temperatura, dos 36° previstos pra quinta, “diminui” para 32° ou 33° nos dias seguintes.

Aliás, a primeira ducha de água fria veio do Simepar, que aparentemente vai ficar só com a previsão encurtada, que tem menos risco de erros. Vejamos, então: pra lembrar, chove na quinta e tempo nublado na sexta. Máxima de 31 graus na quinta.

Nem é preciso destacar (ufa!, isto cansa) que o Paraná precisa de mais chuvas, pra garantir água ao abastecimento humano e à produção de energia elétrica.

Depois de um outubro com chuvas bem acima da média histórica do mês, praticamente em todo o Estado, novembro chega com promessa de precipitações no máximo dentro da média, com possibilidade de ficar abaixo.

Em Foz, estes primeiros dias mostram isso.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1143 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.