‘Pede socorro’: vereadores criticam gestão da saúde pública em Foz

Sede da Secretaria Municipal de Saúde - Foto: Divulgação/Arquivo

Mais notas do blog: ambulância para reparo; cadê o dinheiro?; Chico, o breve; alívio no caixa.

A “saúde pública não vem bem e pede socorro. Eu não vejo a nossa secretária de Saúde [Rosa Jerônimo] se pronunciar e trazer soluções plausíveis.” Essa foi a declaração introdutória do vereador Cabo Cassol (Podemos) para elencar o que considera ser graves problemas na saúde iguaçuense. Vereadores da oposição – no creo en brujas, pero las hay – deram linha à pipa e emendaram cobranças, na última sessão ordinária de fevereiro, na semana passada.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Ambulância para reparo

Filas para atendimento e falta de ambulâncias para o transporte de pacientes das UPAs foram apontadas por Cassol como deficiência no serviço à população. “Pasmem, senhores: tem uma ambulância há quase seis meses precisando de um reparo na Sinal Verde [oficina mecânica]. Seis meses com a ambulância parada é muita má gestão”, disse. Segundo ele, o veículo é praticamente novo e foi adquirido pela Itaipu.

Cadê o dinheiro?

No longo debate sobre a saúde, João Morales (DEM) ampliou a conversa e questionou para onde vai o dinheiro anunciado por deputados estaduais e federais. De acordo com ele, fazem o anúncio, posam para a foto, angariam votos, e o dinheiro não vem. “Uma grande mentira. Apresentam a emenda parlamentar, saem na foto do jornal, mas o dinheiro nunca aparece”, declarou.

Chico, o breve

Depois que sua gestão foi desconvidada a conduzir a obra da Ponte Internacional da Integração, o prefeito Chico Brasileiro (PSD) viu passar longe a articulação para a concorrência da duplicação da Rodovia das Cataratas. Todo o processo ocorre entre Governo do Paraná e Itaipu; a prefeitura não participa.

Para minimizar, o prefeito pegou carona em matéria distribuída pelo governo estadual à imprensa e fez constar uma breve fala sua no texto. “Essa obra estratégica vai trazer outros investimentos para a Rodovia das Cataratas, e com isto Foz vai se tornando este grande centro turístico do Brasil e do mundo”, afirmou Chico Brasileiro. Então, tá!

Alívio no caixa

O faturamento das empresas de Foz do Iguaçu superou R$ 1,174 bilhão em dezembro do ano passado, conforme dados da Secretaria da Fazenda. O movimento do comércio e dos serviços aumentou mais de 7,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior, com o fim de restrições sanitárias e a calmaria da pandemia nesse período.

A confiança no desempenho do comércio no Paraná vem em alta desde setembro do ano passado, quando 90,6% das empresas pretendiam abrir novas vagas de trabalho reduzidas com a pandemia. Os dados são de pesquisa da Fecomércio Paraná. A expectativa de contratação de funcionários cresceu 8,7% em setembro, na comparação com agosto.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.