Por ora, novo contrato, velhos trajetos e horários dos ônibus

Frente do Terminal de Transporte Urbano em Foz - Foto: Marcos Labanca/H2FOZ/Arquivo

Mais notas do blog: quantas árvores plantadas em Foz?; visita de ministro; disque-maus-tratos a animais; 76% das mulheres na política sofrem ofensas.

A prefeitura anunciou a assinatura do novo contrato do transporte coletivo em Foz do Iguaçu, que na prática abre o sistema para uma nova operadora e põe fim ao serviço do Consórcio Sorriso (leia aqui). Isso se não houver sobressalto no campo jurídico. Com a notícia, a administração difundiu informações sobre o funcionamento do transporte coletivo.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Nesta primeira etapa, nada de mudanças nos itinerários, pois “os ônibus irão seguir os mesmos trajetos e horários”, afirmou a gestão municipal. A promessa é que sejam feitas “alterações em rotas para que o tempo de circulação seja reduzido, além de evitar a superlotação nos veículos”. Não está descartada, por exemplo, a adoção dos já testados outrora “alimentadores”. A lista de esclarecimentos pode ser acessada aqui.

Quantas árvores?

Vereador que saber do prefeito Chico Brasileiro sobre o cumprimento da Lei nº 3.558/2009. Para isso, cobra, por meio de requerimento apresentado no Legislativo, relatório dos últimos cinco anos informando quantas árvores foram plantadas e quantas multas foram aplicadas.

Visita de ministro

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, cumpre agenda de dois dias na Região Oeste do Paraná, onde conhece projetos de geração distribuída e de tratamento de resíduos. A intenção é tornar essas iniciativas referências para políticas públicas do governo federal relacionadas à redução de emissões de gases de efeito estufa.

Disque-maus-tratos a animais

As comunicações de maus-tratos contra animais foram a segunda causa de frequência no Centro Integrado de Denúncias 181 do Paraná, atrás apenas de denúncias de tráfico de drogas. Foram 10.921 denúncias recebidas de pessoas preocupadas com o bem-estar dos bichinhos, 20,8% do total em 2021.

76% das mulheres na política sofrem ofensas

A participação das mulheres na política é um dos temas debatidos durante a programação em março alusiva ao Dia Internacional da Mulher. Mesmo a representatividade feminina nos espaços políticos sendo de somente 13% no Brasil, 76% das mulheres dessa área foram ofendidas entre 2016 e 2020.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.