Representantes de Foz do Iguaçu enviam carta ao presidente do ICMBIo solicitando a inclusão das propostas elencadas pelas cidades lindeiras na licitação do PNI. Foto: Nilton Rolin

Blog pelo Paraná – Licitação do PNI, “Sobras eleitorais” e Tecnologia 5G

Licitação do PNI
Em carta ao presidente do ICMBIo (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) representantes de Foz do Iguaçu apontam que a maioria das propostas elencadas pelas cidades lindeiras está sendo refutada na elaboração do edital de licitação da nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu. “É um notável recrudescimento dos termos contratuais da concessão vindoura”, diz o documento assinado pelo prefeito Chico Brasileiros e representantes.

Licitação do PNI II
As propostas já elencadas versam desde a destinação dos recursos advindos da outorga em investimentos no parque e nos municípios lindeiros à manutenção de política de ingressos com preços diferenciados para moradores lindeiros, brasileiros e visitantes dos países do Mercosul. “Entendemos que, ao contrário do expressivo encarecimento, na ordem de 140%, a tarifa diferenciada deve ser estratégia de estímulo da noção de pertencimento e valorização das unidades de conservação do país minimizando o risco diminuir ainda mais a visitação de tais espaços públicos naturais”, disse o prefeito.

Tecnologia 5G
Os deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Tião Medeiros (PTB) apresentam na próxima segunda-feira, 13, requerimento  propondo uma audiência pública para debater a implantação da tecnologia 5G no Paraná. Pela proposta, a audiência será no dia 27, a partir das 9h30, por videoconferência, com transmissão pelo youtube e demais meios disponíveis na Assembleia Legislativa. “A tecnologia 5G é uma evolução sem precedentes nas conexões de internet e precisamos discutir o impacto disso, tanto social quanto econômico, no nosso Estado”, afirma Romanelli.

Biogás
Um projeto que gera energia a partir do biogás desde 2006 no Oeste do Paraná dá mais um passo importante na inovação tecnológica e de operação para a geração descentralizada de energia elétrica. Por meio de uma parceria entre Copel e Itaipu, a Granja Colombari, em São Miguel do Iguaçu, formará uma microrrede de abastecimento para sua propriedade e outras três unidades consumidoras vizinhas, ampliando a segurança energética no campo. A iniciativa é pioneira no País.

UTI Neonatal
Por meio da emenda parlamentar destinada pelo deputado federal Luiz Nishimori (PL), o Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) recebeu três modernas incubadoras que serão utilizadas no atendimento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. A maternidade do HUM realiza cerca de 100 partos todos os meses. O HUM atende somente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e é referência no estado. A maternidade recebeu o título de Hospital Amigo da Criança em 2003 devido ao incentivo ao aleitamento materno e a qualidade no atendimento às mães e bebês.

Ranking Internacional
O Ranking Internacional de Universidades de Moscou “As Três Missões Universitárias” aponta que a Universidade Estadual de Maringá (UEM) está entre as melhores Instituições de Ensino Superior (IES) do mundo. A UEM ocupa a colocação entre 1.401 a 1.500 e está entre as 34 universidades brasileiras ranqueadas. O Ranking avalia todas as três missões principais da universidade: educação, pesquisa e impacto social. 

Ponto turístico
Uma grande roda gigante está sendo montada perto da Ponte da Integração sobre o Rio Paraná, a nova ligação entre Brasil e o Paraguai, que se encontra em obras. A construção da nova roda gigante na cidade foi divulgada em 2018 é citada como o novo ponto turístico, anexo à segunda ponte que ligará o Brasil ao Paraguai e próximo da fronteira com a Argentina. A nova ponte terá em seu entorno lojas e restaurantes para atender moradores e turistas.

Ponto turístico II
A Gramado Parks, responsável pela construção, confirmou que o nome será Foz Star. Não há previsão de inauguração, a informação extraoficial afirma que a roda gigante terá 88 metros de altura e 48 cabines climatizadas, entre as duas maiores rodas gigantes da América Latina, a  Rio Star e a FG Big Wheel. As primeiras quatro bases já estão posicionadas e novas peças para a montagem da roda gigante já estão em Foz do Iguaçu.

“Sobras eleitorais”
A Câmara aprovou por 300 votos favoráveis contra 149 a urgência de uma proposta de reforma eleitoral que redefine o critério de distribuição das “sobras eleitorais”. Atualmente, o número de votos válidos na disputa é dividido pelo número de cadeiras no Legislativo, definindo o chamado quociente eleitoral. Depois da distribuição, sobram algumas vagas, dependendo do resultado da eleição, e elas são distribuídas entre todos os partidos no pleito. A nova proposta estabelece que as vagas remanescentes serão rateadas apenas entre partidos que atingiram o quociente eleitoral.

Código Eleitoral
O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve o regime de urgência da tramitação do Projeto de Lei Complementar, que prevê a instituição do chamado novo Código Eleitoral. Em decisão unânime, o colegiado indeferiu o pedido de liminar no Mandado de Segurança, impetrado por parlamentares do Partido Novo, do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e do Podemos. A análise ocorreu em sessão virtual extraordinária. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), havia suspendido o debate avaliando que “há posição divergente de diversos partidos”, o que poderia travar os debates.

PSDB na oposição
O PSDB decidiu se posicionar oficialmente como oposição ao governo Bolsonaro, após reunião extraordinária convocada devido aos atos antidemocráticos do presidente. O partido não fala, contudo, em impeachment, mas sim que irá discutir possíveis crimes de responsabilidade cometidos por Bolsonaro. A reunião colocou em saia justa boa parte dos deputados tucanos. Além disso, boa parte da bancada da sigla na Câmara é “bolsonarista” – ou ao menos vota com o governo com uma frequência alta: 84% em 1.143 projetos analisados.

Nota contrária
Em nota, o partido Podemos informou que não vai apoiar eventual processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. A nota é assinada pela deputada federal Renata Abreu (SP), presidente nacional do Podemos; pelo senador Álvaro Dias (PR), líder no Senado; e pelo deputado federal Igor Timo (MG), líder na Câmara dos Deputados.”O Podemos descarta a adesão ao movimento de impeachment do Presidente Jair Bolsonaro, por entender que a abertura de uma nova crise política, em meio à pandemia do coronavírus, desemprego e crise econômica, só agravaria o sofrimento das camadas mais vulneráveis, que já vivem em situação de extrema dificuldade”, parte da nota.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Associação dos Diários do Interior – PR

A coluna “Pelo Paraná” é de responsabilidade da ADI-PR (Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná) Veja mais mais conteúdo do autor.

Associação dos Diários do Interior – PR tem 5 posts e contando. Ver todos os posts de Associação dos Diários do Interior – PR