Blog pelo Paraná – Só elogios, Agenda 2030, Frente parlamentar, Assombração, Startups pelo turismo, A solução e Até que enfim

Libera aí, Gudes!
O governador Ratinho Junior (PSD) se reuniu, por videoconferência, com o ministro Paulo Guedes (Economia) para agilizar a liberação do empréstimo de R$ 1,6 bilhão para investimento em infraestrutura. Cerca de R$ 600 milhões serão aplicados na modernização da malha rodoviária paranaense. “É a condição necessária para transformar o Paraná no hub logístico da América do Sul”, disse.

Só elogios
A administração paranaense foi elogiada pelo ministro Paulo Guedes. “O governo federal não pode deixar na mão um Estado com uma administração eficiente e um belíssimo programa de desenvolvimento. No que depender do Ministério da Economia, o Paraná vai poder dar seguimento a todos projetos”, afirmou. O empréstimo do Paraná será avaliado, procedimento regular, e possivelmente confirmado na primeira quinzena de agosto.

Agenda 2030
O chefe da Casa Civil, Guto Silva, destacou que o Paraná é pioneiro na implementação regional da Agenda 2030 e o único estado brasileiro a trabalhar em conjunto com a OCDE para concretizar a missão de dirimir desigualdades e integrar crescimento econômico com respeito ao meio ambiente. Será publicado ainda este mês o documento com a adequação e resultados das metas e indicadores dos Objetivos constantes na Agenda 2030 da ONU. 

Frente parlamentar
O deputado Michele Caputo (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus, informou que as reuniões do colegiado serão realizadas todas às quartas-feiras. A próxima reunião (no dia 22) será debatido o tema sobre a educação, o retorno das aulas pós pandemia. “Teremos convidados especiais, representantes da saúde, da educação e a participação de deputados e ouvintes nos canais da Assembleia Legislativa. É uma discussão muito necessária, que causa dúvidas em muitos pais de família”, disse.

Assombração
Segundo a pesquisa de opinião realizada para a CNI, sete em cada dez trabalhadores formais e informais (71%) têm “algum medo” de perder a ocupação de onde tiram o sustento. A mesma proporção informa ter reduzidos os gastos mensais desde o início da pandemia de covid-19. O levantamento ainda verificou que o medo de ser infectado pelo novo coronavírus alcança 47% dos entrevistados.

Startups pelo turismo
O Ministério do Turismo promove o primeiro desafio para startups que desenvolvam tecnologias que possam ser utilizadas por viajantes e por empresas que ofereçam serviços como hospedagem, deslocamento e mobilidade, geolocalização de destinos, lazer, passeios e visitações. As inscrições vão até 2 de setembro. As startups que apresentarem as dez melhores tecnologias vão apresentar seus trabalhos na feira internacional de tecnologia em turismo na cidade de Madri (Espanha) em janeiro de 2021, com a participação de 160 países.

Reforçando…
O secretário Beto Preto (Saúde) reforçou que o Estado vai atuar em parceria com as prefeituras, instituições setoriais, empresas e a própria sociedade para enfrentar o avanço do coronavírus. “Temos que continuar nos adaptando, tomando decisões em conjunto, mantemos a recomendação do isolamento social e reforçamos que é preciso manter medidas preventivas em todas as regiões do Paraná para conter a pandemia do novo coronavírus, afirma.”

A solução
A representante brasileira da Pfizer negocia com os principais gestores da multinacional americana e com o governo brasileiro para trazer a vacina para o país ainda este ano. A vacina desenvolvida em parceria com o laboratório alemão BioNTech está em estágio final, vai dispor de 100 milhões de doses devem ser produzidas ainda em 2020 e estima fabricar 1,2 bilhão de doses em 2021.  

Marco regulatório
O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que institui o novo marco regulatório do saneamento básico. A medida abre caminho para que empresas privadas atuem no setor e para a universalização do acesso a água e esgoto. Além de trazer investimento para o país, uma vez que o ministro Paulo Guedes (Economia) prevê que a medida pode atrair até R$ 700 bilhões ao Brasil nos próximos anos, a nova lei tem como objetivo que 90% da população tenha coleta de esgoto e 99% tenha acesso a água potável até o fim de 2033. 

Até que enfim
O senador Oriovisto Guimarães (Podemos) destacou a sanção do novo marco regulatório do saneamento. “Agora teremos a oportunidade de levar a mais de 100 milhões de brasileiros o tratamento de esgoto ou ainda a mais de 35 milhões de brasileiros o direito de ter água tratada em casa. Essa pandemia colocou uma lupa sobre os nosso problemas, a questão do saneamento aparece mais do que nunca. São mais de 15 mil mortes, por ano, provenientes da falta de saneamento que poderiam ser evitadas”, afirma.

Sem extremos
O atual PSL vem surpreendendo. Segundo o Centrão, o antigo partido do presidente Jair Bolsonar  está maleável e aberto a questionamentos. O posicionamento do partido tem boa aceitação dos parlamentares e não está fazendo parte de base de apoio. O PSL não se submete ao apoio incondicional e nem a oposição ao presidente. A preocupação, no momento, é de julgar item a item de acordo com interesses nacionais.

Futuro econômico
O pré-candidato a prefeito de Curitiba, Edson Lau (PSDB), em parceria entre o movimento Livres e o Instituto Teotônio Vilela, participou de uma live que debateu sobre o futuro econômico do Brasil pós-pandemia do coronavírus. O debate foi com o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB) e com o ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). Lau ressaltou que o debate trouxe os principais gargalos enfrentados pelos brasileiros no momento de forte recessão nacional. “Mais do que as guerras e brigas institucionais que estão acontecendo no Brasil, é nosso dever dar respostas à população”, disse.

Iluminação na 277
A Itaipu Binacional vai destinar recursos para a revitalização da iluminação de trechos urbanos da BR-277. A revitalização faz parte de uma parceria entre a Itaipu e a Polícia Rodoviária Federal para aumentar a segurança na rodovia com luminárias de alta eficiência. Serão instalados 544 postes em um trecho total de 20 km, em Foz do Iguaçu (11 km), Santa Terezinha de Itaipu (5 km) e São Miguel do Iguaçu (4 km). O custo da obra é da ordem de R$ 20 milhões.

Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.