Agosto é o mês com maior número de mortes por covid-19 em Foz. Média foi de 1 óbito por dia

H2FOZ – Paulo Bogler 

Agosto é o mês com o maior número de mortes no município pela infecção provocada pelo novo coronavírus. Foram 31 óbitos registrados nos boletins epidemiológico do período, configurando a média de um falecimento por dia. As pessoas estavam internadas nos hospitais Padre Germano Lauck e Costa Cavalcanti. 

A cidade totaliza 61 mortes. Nesta segunda-feira, 31, a Prefeitura de Foz do Iguaçu informou três óbitos, ocorridos entre domingo, 30, e segunda. A vítimas possuíam comorbidades, de acordo com a Agência Municipal de Notícias.  

Conforme o painel da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), com os indicadores do avanço da covid-19 em Foz do Iguaçu, a partir de dados oficiais, as mortes na cidade pela doença evoluíram, mês a mês, da seguinte forma:

Março: 0  

Abril: +2 (total: 2)  

Maio: + 1 (total: 3)

Junho: + 8 (total 11)

Julho: + 19 (total 30) 

Agosto: + 31 (total 61)

Fonte: Painel Covid-19 da Unila (acessível em portal.unila.edu.br/informes-coronavirus/media-movel-e-histograma-de-casos).

Ocorrências 

Com 5.075 casos confirmados de covid-19 no município, de março a agosto, Foz do Iguaçu totaliza um morador infectado a cada 50,88 iguaçuenses, considerando 258.248 habitantes, conforme o IBGE. Dos diagnósticos, 4.718 se referem a pessoas recuperadas.

Entre os casos ativos, 167 estão em isolamento domiciliar e apresentam sintomas leves. São 68 pacientes internados. Os dados são do painel da Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu desta segunda-feira, 31. 

Se agosto foi o mês com maior quantidade de mortes, por outro lado representou redução do número de novos casos. Foram 1.732 diagnósticos confirmados da doença, ante 2.447 registrados em julho, período de maior incidência de covid-19.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.