Foz chega a 65 mortes por covid-19. Duas vítimas, de 60 e 76 anos, foram confirmadas nesta quarta 

H2FOZ – Paulo Bogler 

Uma mulher de 76 anos e um homem de 60 morreram por covid-19 nesta quarta-feira, 2, em Foz do Iguaçu. A cidade totaliza 65 óbitos em decorrência da doença. As informações estão no boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura. 

As duas vítimas, de acordo com a Agência Municipal de Notícias (AMN), possuíam comorbidades, ou seja, doenças preexistentes. 

Internada desde o dia 29 de agosto, no Hospital Municipal Padre Germano Lauck, a mulher teve o quadro de saúde agravado “com insuficiência respiratória aguda grave”. Ela morreu às 8 horas.

O homem estava internado desde 23 de agosto no Hospital Ministro Costa Cavalcanti. “O quadro se agravou com pneumonia e síndrome respiratória aguda grave”, reportou a AMN. Ele faleceu às 11h15.

Nas últimas 24 horas, Foz do Iguaçu somou 57 novos casos de covid-19, atingindo 5.192 pessoas infectadas pelo novo coronavírus, das quais:

– 4.918 estão recuperadas;

– 134 estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves; e

– 75 pessoas estão internadas. 

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é de 95%, com 57 das 60 vagas sendo utilizadas. 

Metade (53,13%) da enfermaria destinada ao tratamento de pessoas com covid-19 está ocupada, com 34 das 64 vagas em uso. 

Suspeitas de reativação ou reinfecção do vírus

A equipe do Hospital Municipal está investigando sete casos de pacientes que tiveram covid-19 e voltaram a apresentar sintomas da doença em Foz do Iguaçu, após a recuperação.

“Algumas pessoas que já tiveram a covid pensam que estão imunes e acabam não se cuidando mais”, frisou o diretor técnico da unidade de saúde, Fábio Marques. 

“A covid-19 vem se mostrando cada vez mais como uma doença sistêmica, cujas complicações agudas e tardias podem refletir em diferentes órgãos e sistemas do corpo”, disse o médico. 

Conforme divulgado nesta quarta-feira, o hospital pretende implantar, no prazo de até 30 dias, um ambulatório para o acompanhamento de pacientes recuperados da covid-19.

A “medida visa prevenir e acompanhar possíveis complicações tardias da doença e também monitorar casos de reativação ou reinfecção do vírus”, informou Agência Municipal de Notícias. 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.