Comércio de calçados e de vestuário volta a crescer; setores foram afetados pela pandemia

Centro comercial varejista da Avenida Brasil, em Foz - Foto: Marcos Labanca

Pesquisa indica aumento neste ano de 23% nas vendas no setor calçadista no estado e de 18% em vestuário e tecidos.

Os setores comerciais de calçados e vestuário, entre os mais afetados pela pandemia em 2020, retomam aos poucos o volume de vendas no estado, conforme pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). O comércio de calçados acumula alta de 23,63%, de janeiro a julho, e o de vestuário e tecidos, 18,74%.

O avanço da imunização da população e a melhora dos indicadores da pandemia, ampliando as atividades, contribuem para impulsionar a compra de itens de vestuário. O inverno mais rigoroso em 2021 também é apontado como um dos fatores que ajudaram a reaquecer as vendas desses setores no meio deste ano.

Para a Fecomércio Paraná, as datas comemorativas do segundo semestre do ano também prometem impulsionar o movimento desses setores e do comércio em geral.

Em relação a julho do ano passado, o varejo apresenta o seguinte desempenho em 2021:

  • comércio calçadista – crescimento de 118,04%; e
  • vestuário – elevação de 94,17%.

Os comércios de calçados e vestuário no estado sofreram perdas acima de 30% no faturamento no ano passado. “A redução da renda das famílias ocasionada pela pandemia fez com que os consumidores priorizassem gastos em bens de prigastos em bens de primeira necessidade”, anotou a Fecomércio.

Pesquisa acompanha a evolução do setor, a partir de 2013 – Fonte: Fecomércio Paraná
Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1349 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ