Foz recuperou 35% dos 4,7 mil empregos formais perdidos no ano passado

Centro comercial iguaçuense da Avenida Brasil - Foto: Marcos Labanca

Nos oito primeiros meses do ano, saldo é de 1.664 vagas com carteira assinada, 342 delas referentes a agosto; veja as cidades com melhor desempenho no Paraná em 2021.

Entrando na reta final de 2021, Foz do Iguaçu recuperou o equivalente, até agosto, a 35,4% dos 4.708 empregos com carteira assinada perdidos em todo o ano passado. A cidade teve saldo de 1.664 postos formais de trabalho nos oito primeiros meses deste ano, variação de 2,99%, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), que acabam de ser divulgados pelo Ministério da Economia.

Leia também:

Efeito cascata. Preço alto de combustíveis e mercadorias afeta pequenos negócios

Comércio pretende abrir mais vagas e repor quadro de funcionários reduzido na pandemia

Em agosto, o saldo foi de 342 vagas, resultado de 2.589 admissões e 2.247 demissões, liderado pelos segmentos econômicos de serviços – que inclui turismo – e comércio. O setor industrial igualou o número de contratações e desligamentos, e a construção foi o único campo a negativar pelos números do Novo Caged. O desempenho, por grupamento, foi o seguinte (*):

  • serviços: 266
  • comércio: 91
  • indústria: 1
  • construção: -16
  • saldo de agosto: + 342

O município vive a expectativa da retomada econômica, principalmente em torno do turismo, que é uma das principais forças da economia e foi diretamente prejudicado devido a restrições decorrentes de medidas sanitárias necessárias para o enfrentamento da pandemia. Os ensaios dessa arrancada já ocorreram em feriados prolongados recentes.

O setor, que recobrou a agenda de eventos, passou a receber mais voos e está com atrativos operando com 100% da capacidade, espera 200 mil visitantes até dezembro. O comércio e os serviços também deverão passar a funcionar com toda a capacicadade, a partir da segunda quinzena de outubro, se mantidas as atuais condições epidemiológicas.

O Caged mostra o derretimento de empregos em 2020 – Foto: Reprodução

Top 10 em 2021

Com base no saldo do ano, entre janeiro e agosto, Foz do Iguaçu fica fora da lista das dez cidades do Paraná com melhor desempenho no mercado de trabalho. O município iguaçuense ocupa a 17ª colocação, atrás de localidades vizinhas como Cascavel (terceira no ranking do estado), Toledo e Medianeira. As cidades com melhores saldos de emprego nos oito primeiros meses são:

1º) Curitiba: 36.179

2º) Maringá: 7.729

3º) Cascavel: 7.191

4º) Londrina: 7.119

5º) São José dos Pinhais: 5.021

6º) Toledo: 4.001

7º) Araucária: 3.611

8º) Ponta Grossa: 2.706

9º) Apucarana: 2.463

10º) Umuarama: 2.262

17º) Foz do Iguaçu: 1.664

Saldo em agosto

Considerando o saldo de empregos gerados em agosto de 2021, Foz do Iguaçu ocupa o 12º lugar entre as cidades com melhor resultado:

1º) Curitiba: 6.015

2º) Londrina: 1.737

3º) Maringá: 1.462

4º) São José dos Pinhais: 779

5º) Colombo: 630

6º) Ponta Grossa: 555

7º) Cascavel: 510

8º) Toledo: 501

9º) Guarapuava: 430

10º) Pinhais: 410

12º) Foz do Iguaçu: 342

* Fonte: Novo Caged/Ministério da Economia

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1349 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ