Governo antecipa fim da tarifa extra de energia elétrica

Alívio, valor sairá da conta a partir do dia 16 - Foto: Reprodução

Taxa, que estava prevista para vigorar até o fim de abril, gera custo adicional de R$ 14,20 por 100 quilowatts-hora na conta.

O governo federal decidiu adiantar, para o próximo dia 16, o fim da bandeira de escassez hídrica, prevista inicialmente para vigorar até o fim de abril. Com isso, deixará de ocorrer a taxa extra na conta de R$ 14,20 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A tarifa extra foi instituída em setembro do ano passado, justificada pelo governo como necessária por causa da seca que afetou o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas brasileiras em 2021. Conforme o governo, foi a pior estiagem em 91 anos.

“Para garantir a segurança no fornecimento de energia elétrica, o país utilizou todos os recursos disponíveis e o governo federal teve que tomar medidas excepcionais”, informou o Ministério de Minas e Energia (MEE), ao confirmar o fim da tarifa extra. “O risco de falta de energia foi totalmente afastado”, completou.

Ao contextualizar as atuais condições dos reservatórios, o ministério afirmou que o depósito de águas de Furnas terminou o mês de março com mais de 80% de seu volume útil. Outro exemplo mencionado foi a retomada da operação da Hidrovia Tietê-Paraná, que permaneceu sem operação por sete meses.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.