Já escolheu o seu? Oito a cada dez pessoas vão dar presentes no Dia das Mães

Pesquisa mostra padrões de compras no período do Dia das Mães - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

A data que aquece corações familiares é a segunda mais importante para esquentar o comércio, atrás apenas do Natal.

Se para mães e filhos o segundo domingo de maio é um dia de fortes emoções, para o comércio o Dia das Mães é um período para aquecer as vendas e fomentar o faturamento. Pesquisa mostra que 80,3% dos paranaenses pretendem dar presentes nessa data.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Os dados são de pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio Paraná) e do Sebrae/PR, e mostram retrato similar ao do ano passado. Dos entrevistados, 18,9% não vão dar presentes, sendo o principal motivo ter a mãe falecida ou ausente.

No segmento comercial, a data é a segunda mais importante em volume de vendas, ficando atrás apenas do Natal. As lojas reforçam campanhas promocionais, diversificam produtos e oferecem outros mimos para atrair os filhos em busca do presente para o Dia das Mães.

O setor de gastronomia também é beneficiado, já que o domingo em família contribui para lotar restaurantes, depois da entrega dos presentes. O cardápio de sabores nesse segmento também é variado, para todos os gostos e bolsos, e não faltam promoções para atrair a clientela na celebração às mães.

Radiografia

A maioria dos presentes neste ano será de até R$ 100 (42% das respostas), mostra a pesquisa da Fecomércio e do Sebrae. O número de presentes de valor acima de R$ 200 subiu de 8,4% no ano passado para 18,5%; o tíquete médio aumentou 15,7%, indo de R$ 116 para R$ 134, o maior da série histórica do levantamento.

Os presentes preferidos são roupas, bolsas, calçados, perfumes e cosméticos. “Talvez pelo distanciamento causado pela pandemia, muitos irão presentear com dinheiro, percentual que cresceu muito: de 3,6% passou a 10,3%, passando a ser a 3ª opção de presente”, registra a Fecomércio Paraná.

Por faixa de renda, a maioria dos que pretendem dar presentes no Dia das Mães situa-se na faixa de mais de dois até cinco salários mínimos (48,8%). Em relação ao que mais influencia a decisão de compra do presente, a qualidade do produto continua sendo o principal fator, totalizando 23,5% das respostas.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.