Projeto Vivendo Livros é selecionado em edital e beneficia comunidade da Vila C

Desde julho, aproximadamente 160 usuários foram atendidos por meio de visitas e conversas literárias. Foto: Divulgação.

Cinco bolsistas foram contratados e já estão auxiliando nos atendimentos da Biblioteca para a Infância e Juventude Iguaçuense (BIJI), localizada no Espaço Cultural João Sampaio (Vila C Nova).

Os recursos são provenientes de um edital da Superintendência de Tecnologia e Inovação do Estado do Paraná (SETI), do qual o Projeto Vivendo Livros Latino-Americanos – criado em 2014 como um projeto de extensão da Unila e responsável pela implantação da biblioteca – foi selecionado.

“Este apoio é fundamental para as ações desenvolvidas e para a sua continuidade”, destaca a docente da Unila e coordenadora do projeto, Mariana Cortez.

O projeto tem como objetivo atuar respeitosamente e com a comunidade para minimizar as desigualdades no bairro, com o propósito de promover uma educação de qualidade com ações que visam a diversificar e expandir as experiências educativas e artísticas de crianças e jovens.

Com o agravamento da situação da pandemia de covid-19, em 2019 e 2020 a biblioteca foi fechada ao público, mas o trabalho teve continuidade por meio das redes sociais (vídeos de leituras contínuas e promoção de leituras e livros) e da elaboração de caixas literárias levadas à casa dos participantes ativos da biblioteca.

Desde julho, aproximadamente 160 usuários foram atendidos por meio de visitas e conversas literárias (práticas que acontecem de terça a sexta-feira no período da manhã e tarde).

O projeto já atuou em três escolas da Tríplice Fronteira – Escola Brigadeiro Antônio de Sampaio, na zona rural de Foz do Iguaçu; Escuela 2979 – San Agustín, em Ciudad del Este; e Escuela 722 – Eduardo Horacio Arrabal, em Puerto Iguazú. As ações incluem mapeamento histórico da escola e respectivo bairro, levantamento de acervo de livros, reestruturação de bibliotecas e criação de espaços de leitura, além de outras atividades de incentivo à prática da leitura.

A Biblioteca para a Infância e Juventude Iguaçuense (BIJI) funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h30 às 12h. O trabalho pode ser acompanhado pelas redes sociais:

https://www.facebook.com/vivendolivroslatinoamericanos e @vivendolivroslatinoamericanos.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Vacy Junior - H2FOZ

Vacy Alvaro é repórter e coordenador dos infográficos do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Vacy Junior - H2FOZ tem 105 posts e contando. Ver todos os posts de Vacy Junior - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.