Ação na fronteira reforçará importância de a população seguir cuidados sanitários contra a covid-19

Em reunião do Conselho de Desenvolvimento da Região Trinacional do Iguassu (Codetri) com autoridades de saúde, nessa segunda-feira, 16, foi definida uma ação para reforçar a importância dos cuidados sanitários básicos contra a covid-19. A iniciativa será voltada a trabalhadores, moradores e visitantes da fronteira.

Durante a videoconferência com lideranças e agentes públicos de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, foram compartilhados dados sobre o combate à pandemia, ações que estão sendo realizadas e outras medidas adotadas nas duas cidades. O objetivo é intercambiar informações relacionadas ao enfrentamento ao novo coronavírus de forma permanente.

Na abertura da reunião, a presidente do Codetri e do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental de Ciudad del Este (Codeleste), Linda Taiyen, aproveitou para informar que o governo do Brasil estendeu a vigência da portaria de abertura da Ponte Internacional da Amizade. O documento foi publicado na semana passada.

“Completamos um mês de abertura da ponte, com o trânsito na nossa fronteira fluindo entre o Brasil e o Paraguai”, disse. “Vamos agora iniciar ações conjuntas para reforçar a importância dos cuidados sanitários. Quando nos protegemos individualmente, cuidamos uns dos outros com medidas que são muito simples”, apontou Linda.

Cuidar de si, cuidar de todos

Presidente da Câmara Técnica (CT) de Saúde do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), o Dr. Valter Teixeira explicou que a intenção é reforçar a cultura da proteção sanitária entre as pessoas. “São medidas básicas que devem fazer parte do dia a dia de todos”, expôs.

Essa ação de conscientização pretende orientar sobre o uso da máscara de proteção em todos os ambientes, mesmo nos locais de alimentação. A aplicação do álcool em gel, a constante lavagem das mãos e a manutenção do distanciamento entre as pessoas fazem parte da campanha educativa nas cidades da fronteira.

“Normalmente, ouvimos muito sobre os diagnósticos de covid-19 e pouco sobre os casos curados, que são a grande maioria”, disse o médico. “Em Foz do Iguaçu, ocorrem fragilização e descuido progressivos com as medidas sanitárias de prevenção. Esse fato é de grande risco e motivo de aumento da incidência da virose”, completou.

“Dessa forma, queremos privilegiar, entre a população, as informações e orientações sobre quais são os cuidados básicos que todos devemos seguir para evitar a doença e convivermos com segurança e responsabilidade”, frisou o Dr. Valter Teixeira.

Presenças

Representantes do Brasil: Giuliano Inzis, secretário de Saúde de Foz do Iguaçu; Lélita Santos, chefe da 9ª Regional de Saúde – Governo do Paraná; Sérgio Fabriz, diretor do Hospital Municipal Padre Germano Lauck; Mario Camargo, presidente do Codefoz; Faisal Ismail, presidente da ACIFI; e Dr. Valter Teixeira, presidente da CT de Saúde do Codefoz.

Reunião de lideranças e gestores públicos de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este – Foto: Divulgação

Representantes do Paraguai: licenciada Blanca Villalba, coordenadora da 10ª Região Sanitária do Ministério da Saúde do Paraguai; Dra. Ana Liz Jara, diretora do IPS; Juan Carlos Coronel e Francisco Lopez, da direção técnica de Integração e Vigilância de Fronteiras do Paraguai; Linda Taiyen, presidente Codeleste e Codetri; Dr. Dario Villalba, presidente da CT de Saúde do Codeleste; e Dr. Carlos Pallarola.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.