Argentina amplia para 8 mil pessoas a quota de ingresso pelas fronteiras

A medida vale para Puerto Iguazú-Foz, Dionísio Cerqueira-Irigoyen e Posadas-Encarnación, desde a noite de segunda, 6.

O governador da província de Misiones, Oscar Herrera Ahuad, pediu ao governo nacional na segunda-feira (6), pela manhã, que fosse aumentada a quota de ingresso pelos “corredores seguros” nas fronteiras com o Brasil e o Paraguai. E conseguiu: à noite estava autorizado o aumento de 5 mil para 8 mil pessoas por dia.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A resolução do governo argentino, que vale para as fronteiras Puerto Iguazú-Foz, Dionísio Cerqueira-Irigoyen e Posadas-Encarnación, especifica que foi comprovado que a situação epidemiológica e outras circunstâncias “permitem um trabalho ordenado, previsível e que não atenta contra a segurança sanitária”.

Os corredores seguros foram abertos em outubro deste ano, depois de mais de um ano e meio de fronteiras fechadas entre a Argentina e os dois países.

O portal El Territorio lembra que, na reabertura da fronteira entre Posadas e Encarnación, em 19 de outubro, a quota de ingresso permitido era de 890 pessoas.

No dia 25 daquele mês, foi ampliada para 1.600, depois que se formaram filas e argentinos acabaram tendo que esperar até a meia-noite para voltar de Encarnación.

Principalmente naquela fronteira, a nova quota não foi suficiente. Por isso, foi ampliada para 5 mil pessoas por dia, em 15 de novembro. Com o aumento, desde aquele dia até esta segunda-feira, 6, só no dia 30 de novembro e na quinta e sexta-feira da semana passada chegou-se a 5 mil acessos, por volta das 23h.

QUASE NORMAL

O chefe regional do Posto de Controle Migratório de Encarnación, Blas Arzamendia, disse a El Territorio que com a nova quota “estamos praticamente voltando ao movimento normal que havia antes da pandemia na ponte internacional (Ponte San Roque González de Santa Cruz)”.

Segundo ele, em 2019 o movimento diário em períodos normais oscilava em torno de 10 mil pessoas por dia, enquanto na temporada de verão subia para cerca de 15 mil pessoas, diariamente.

A expectativa é de aumento a partir do dia 15 deste mês, com o início do período de férias e com as festas de final de ano.

FOZ – PUERTO IGUAZÚ

Na fronteira entre Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú, que abriu experimentalmente em 27 de setembro e, depois, também para turistas, em 1º de outubro, nunca houve problemas com a quota de ingresso.

Mas o principal motivo é que o movimento é maior só no sentido de Foz para Puerto Iguazú, enquanto de lá para cá ainda é baixo, principalmente porque o governo brasileiro não abriu as fronteiras terrestres para os argentinos, muitos dos quais entravam por Foz para seguir rumo às praias.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.