Brasileiros são presos por assalto a motorista no Paraguai

Casal solicitou a corrida em um aplicativo; condutor teve até a jaqueta e os calçados subtraídos pelos criminosos.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu, na noite de domingo (19), um homem e uma mulher de nacionalidade brasileira, apontados como os autores de um assalto a um motorista cadastrado na plataforma Bolt, similar ao Uber.

Leia também:
Paraguai inaugura penitenciária para 1,2 mil detentos na fronteira

A captura de Jeferson P.B., de 31 anos, e Ruth F.B., de 33, foi possível graças à ação de outros condutores e de moradores da região do bairro San Agustín, que perceberam a situação e renderam o casal até a chegada dos agentes policiais.

Conforme o relato da vítima, de 21 anos, nacionalidade paraguaia, os brasileiros requisitaram uma corrida usando o celular de um frentista do posto de combustíveis situado próximo ao palácio do governo do departamento (estado) de Alto Paraná.

No trajeto, os supostos passageiros exibiram uma arma de fogo (que resultou ser uma réplica) e uma faca, obrigando a vítima a entregar G$ 485 mil (R$ 330) em dinheiro, o celular, a jaqueta que vestia e o par de tênis que calçava.

Uma vez controlada a situação e divulgadas as fotos dos detidos, outros motoristas de aplicativo procuraram a Polícia Nacional para apontá-los como autores de roubos anteriores. A dupla segue detida no Paraguai, à disposição das autoridades locais.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.