Ciudad del Este pode ganhar defensoria especializada no turista

Objetivo é dar prosseguimento às denúncias apresentadas por turistas na fronteira, para reduzir o histórico de impunidade.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Câmara Técnica de Turismo, do Conselho de Desenvolvimento de Ciudad del Este (Codeleste), irá analisar, em suas próximas sessões, proposta apresentada pelo assessor técnico Pablo René Ríos, prevendo a criação de uma Defensoria do Turista no lado paraguaio da fronteira.

Leia também:
Black Friday: visitantes serão recebidos com música e dança no Paraguai

Black Friday: fronteira irá trabalhar em conjunto para ampliar segurança

O objetivo do órgão é dar prosseguimento às denúncias registradas por turistas en instituições como a Polícia Turística e o Escritório de Defesa do Consumidor de Ciudad del Este, para evitar que os processos caiam no esquecimento e sejam arquivados, uma vez que muitos dos denunciantes não retornam ao Paraguai para as etapas seguintes.

A proposta foi inicialmente debatida em reuniões, no início dessa semana, na sede da Câmara de Comércio e Serviços de Ciudad del Este e na sede regional da Secretaria Nacional de Turismo (Senatur) no departamento (estado) de Alto Paraná.

Anteriormente, a prefeitura de Ciudad del Este chegou a sugerir a contratação de um advogado para cuidar exclusivamente das denúncias feitas por estrangeiros contra comerciantes e lojas dos arredores da Ponte da Amizade. Tal ideia, contudo, ainda não teve andamento oficial.

Hoje, turistas que se sintam lesados em suas compras em Ciudad del Este, ou são vítimas de violência, têm como opção principal procurar o balcão de atendimento da Polícia Turística, que fica na aduana paraguaia, pista de sentido Brasil.

Autoridades enfatizam que não existe “guia de compras” em Ciudad del Este – arte: Divulgação
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.