Comissão de Comércio Bilateral Brasil-Paraguai será reativada

Atividades estão paralisadas desde 2016; retomada foi anunciada pelo ministro paraguaio de Indústria e Comércio, após visita a Brasília.

Apoie! Siga-nos no Google News

Criada para potencializar as relações econômicas, a Comissão de Comércio Bilateral Brasil–Paraguai, que está com suas atividades paralisadas desde 2016, será retomada pelos governos dos dois países. Foi o que anunciou, em seu retorno a Assunção após visita a Brasília, o ministro paraguaio da Indústria e Comércio, Javier Giménez.

Leia também:
Expo Maquila 2023 começa segunda (4) em Ciudad del Este
14.ª Expo Paraguai Brasil é apresentada em Foz do Iguaçu

Segundo Giménez, a retomada da comissão foi acertada durante reunião com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) do governo federal, Márcio Fernando Elias Rosa, na última quarta-feira (30).

“Temos uma agenda carregada e muito positiva que, em breve, poderá trazer os resultados esperados para alcançar aquilo que o presidente da República, Santiago Peña, nos encomendou, que é a geração de empregos, a atração de investimentos, a melhoria da competitividade e o bem-estar do povo paraguaio”, afirmou o ministro, em entrevista ao jornal La Nación.

No mês de setembro, dois eventos empresariais importantes estão marcados para o Paraguai, com forte interesse de investidores brasileiros: a Expo Maquila, em Ciudad del Este, entre segunda (4) e quarta-feira (6), no Lago Shopping; e a 14.ª Expo Paraguai Brasil, em Luque, região metropolitana de Assunção, nos dias 21 e 22.

O Brasil é o principal parceiro comercial paraguaio, tendo representado, no ano passado, 28,5% do total de transações do comércio exterior do país, com equilíbrio entre importações e exportações. A segunda colocação ficou com a China (18,3%), seguida por Argentina (12,8%), Estados Unidos (6,9%) e Chile (4,8%).

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.