Covid-19: conheça as novas exigências sanitárias para entrar no Paraguai

Na última segunda-feira (18), Paraguai revogou decreto de emergência sanitária. Imagem: Dirección General de Migraciones / Arquivo.

Para quem vai apenas a Ciudad del Este, para voltar no mesmo dia, não é necessário apresentar comprovante de vacinação ou exame negativo.

O Paraguai atualizou, nessa terça-feira (19), a lista de requisitos sanitários para viajantes estrangeiros que desejem entrar no país e permanecer em território paraguaio por mais de 24 horas. Na segunda (18), o governo cancelou o decreto de estado de emergência, eliminando, entre outros protocolos, a obrigatoriedade do uso de máscaras.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

De acordo com a agência pública IP Paraguay, as novas normas, estabelecidas pela Direção de Vigilância em Saúde, ampliam de 48 para 72 horas a validade do teste negativo para covid-19. Pessoas com vacinação completa não precisam mais de exame, bastando apresentar o comprovante emitido pela autoridade do país de origem.

Para quem vai apenas a Ciudad del Este, voltando a Foz do Iguaçu no mesmo dia, as regras são ainda mais simples, não havendo exigência de carteira de vacinação ou exame com resultado negativo. O mesmo protocolo vale para Presidente Franco, Hernandarias e locais a até 30 quilômetros da Ponte da Amizade.

Já para quem pretende ficar no Paraguai por mais de 24 horas ou viajar a destinos além dos 30 quilômetros do corredor fronteiriço, as regras para turistas estrangeiros, paraguaios residentes no exterior ou estrangeiros que vivem no Paraguai são as seguintes:

– Viajantes com 12 anos ou mais deverão apresentar certificado de vacinação contra covid-19, com esquema completo (as duas doses originais, mais a dose de reforço).

– O certificado de vacinação deve estar em espanhol, inglês, francês ou português, contendo o nome do passageiro, data de nascimento, número de documento de identificação ou passaporte, identificação do fabricante da vacina, número dos lotes das doses aplicadas e data de aplicação das doses.

– Viajantes acima de 12 anos que não contem com o certificado de vacinação deverão apresentar resultado de teste negativo, feito em um intervalo inferior às 72 horas da chegada ao Paraguai.

– Pessoas que já tiveram a doença, no período entre 10 e 90 dias anteriores à entrada no país, deverão apresentar exame de antígeno positivo.

Informações detalhadas sobre os tipos de exames aceitos e consequências em caso de violação dos requisitos podem ser obtidas, em espanhol, na página do Ministério da Saúde. O requisito de que a pessoa resida na cidade fronteiriça para não precisar de comprovante ou exame não é cobrado na travessia via Ponte da Amizade.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.