Forças de segurança deflagram operação contra portos clandestinos no lago de Itaipu

Áreas e rotas são usadas por organizações criminosas para o tráfico de drogas e armas, além do contrabando de mercadorias.

Apoie! Siga-nos no Google News

As polícias Federal e Civil empreenderam, desde segunda-feira, 6, a operação Lago Seguro, para fechar portos clandestinos no lago de Itaipu. Esses espaços são usados para o tráfico e o contrabando na fronteira.

LEIA TAMBÉM: Casal que pretendia embarcar com cocaína para a França é preso no aeroporto pela PF

São usados tratores e retroescavadeiras para fechar os pontos de apoio às margens do lago. A operação ainda inviabiliza “acessos vicinais que permitem a internalização de produtos ilegais em território brasileiro”, informou a Polícia Federal (PF).

A ação em Santa Helena, na Região Oeste, teve início com apreensões e o mapeamento dos pontos de apoio utilizados pelas quadrilhas que realizam a travessia irregular de produtos e ilícitos.

A instalação de portos clandestinos provocam desmatamentos das matas ciliares, geram lixo e contaminação do solo, segundo as forças de segurança. A eliminação desses locais contribui para o meio ambiente.

A operação Lago Seguro é uma das estratégias adotadas pelas forças de segurança que atuam na região das Três Fronteiras. No conjunto, o objetivo das intervenções é dificultar ocorrências dos crimes transnacionais e promover maior segurança à população.

LEIA TAMBÉM
1 comentário
  1. […] Leia também:Forças de segurança deflagram operação contra portos clandestinos no lago de Itaipu […]

Comentários estão fechados.