Porto Seco em Foz do Iguaçu fez a liberação de 135 mil cargas em 2020 - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Porto Seco em Foz tem maior movimentação de cargas dos últimos 4 anos

Unidade aduaneira é considerada a maior da América Latina em movimento.

H2FOZ – Paulo Bogler 

O Porto Seco de Foz do Iguaçu registrou a maior movimentação de cargas dos últimos quatro anos, com os dados consolidados em outubro. Somente nesse mês, foram liberados mais de 18 mil veículos de carga. O balanço é da Multilog, empresa responsável pelas operações no espaço.

A estação aduaneira é considerada a maior em movimentação em toda a América Latina. Os resultados recentes foram obtidos mesmo com as exigências no funcionamento do porto terrestre em função da pandemia de covid-19, que requereu ajustes nas transações logísticas.

Considerando as cargas, o Porto Seco iguaçuense realizou 135 mil liberações nos dez primeiros meses deste ano, de janeiro a outubro. Foram 3.916 despachos a mais do que no mesmo período de 2019, segundo a Multilog.

A movimentação de cargas internacionais, entre Brasil e Paraguai, também foi muito positiva. Houve recorde histórico no número de caminhões que atravessaram a Ponte Internacional da Amizade.

“O crescimento se deu mesmo diante de medidas sanitárias mais criteriosas e fiscalização documental em razão da pandemia”, relata a empresa que opera o Porto Seco.

Conforme levantamento da Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu, 25.727 caminhões cruzaram, no mês de outubro, a ponte internacional na fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este. Segundo o órgão, 13.356 carretas com cargas entraram no Brasil e 12.371 saíram do país para o vizinho Paraguai.

Ao analisar a movimentação, a Multilog atribuiu esse crescimento no fluxo de cargas a dois fatores principais:

– a seca climática reduziu o nível dos rios e, consequentemente, as cargas precisaram ser transportadas por via terrestre; e

– houve aumento do fluxo de exportação nos últimos meses para atender países da América Latina.

Leia também:

Com recorde histórico, 25,7 mil caminhões cruzaram a Ponte da Amizade em outubro

(Com informações da Multilog e da Receita Federal do Brasil)

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 468 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria