Transporte clandestino é alvo de fiscalização na Ponte da Amizade

Equipes da Polícia Municipal de Trânsito, de Ciudad del Este, estão verificando a documentação de mototaxistas, taxistas e motoristas de vans.

Apoie! Siga-nos no Google News

Equipes da Polícia Municipal de Trânsito, de Ciudad del Este, estão verificando a documentação de mototaxistas, taxistas e motoristas de vans.

Atendendo aos pedidos de motoristas e motociclistas legalmente habilitados, a Polícia Municipal de Trânsito (PMT), de Ciudad del Este, está promovendo, desde a última quinta-feira (25), uma série de ações de fiscalização nas imediações do acesso à Ponte Internacional da Amizade, fronteira entre Brasil e Paraguai.

O objetivo do controle, segundo informações da corporação, é coibir a circulação de táxis, mototáxis e vans que não contam com autorização para o transporte de passageiros e mercadorias. É o caso, por exemplo, de veículos que já não atendem aos requisitos mínimos de segurança ou cujas licenças não foram renovadas para o ano de 2022.

Van abordada pela PMT na cabeceira paraguaia da Ponte da Amizade. Imagem: Municipalidad de Ciudad del Este

De acordo com a prefeitura local, responsável pela PMT, somente nas primeiras horas de abordagens, três veículos foram apreendidos e enviados ao pátio municipal, de onde poderão ser retirados apenas após o pagamento das infrações correspondentes.

A fiscalização acontece tanto na pista de entrada como nas vias de saída do território paraguaio, abordando também motociclistas brasileiros que, conforme denúncias dos colegas esteños, prestariam serviços ilegais de motofrete ao levar produtos de lojas de Ciudad del Este para consumidores em Foz do Iguaçu.

Mototaxistas também são parados durante o procedimento. Imagem: Municipalidad de Ciudad del Este
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.