Nova carteira de identidade terá CPF como número e versão digital

Modelo do novo documento nacional de identificação - Foto: Divulgação

O RG será emitido gratuitamente, no mesmo formato e padrão em todo o país.

Os cidadãos brasileiros passarão a ter carteira nacional de identidade única em todo o país. O novo RG usará o número do Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF) como identificação, segundo o governo federal.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

As novas regras do documento de identificação constam em decreto dessa quarta-feira, 23. De acordo com o governo, o RG será gratuito e emitido pelos institutos de identificação dos estados até março de 2023.

Os documentos deverão ter o mesmo formato e padrão de emissão em nível nacional. Após a solicitação do cidadão, os órgãos estaduais validarão a identificação pela plataforma o Gov.br.

“Além do documento físico emitido em papel, os cidadãos poderão acessar a nova identidade no formato digital”, informou a Agência Brasil (ABR). A intenção dar mais segurança, já que hoje é possível ter mais de um RG.

“O novo documento é considerado mais seguro porque permitirá a validação eletrônica de sua autenticidade por QR Code, inclusive off-line”, relata a ABR. O formato evita fraudes.

Quando for efetivada, a carteira nacional de identidade será um documento de viagem. Nela estará incluído o código no padrão internacional, lido por equipamento, que é o MRZ, usado em passaportes.

O novo RG terá validade de dez anos. “Os documentos atuais de cidadãos com idade até 60 anos serão aceitos por até dez anos. Para os maiores de 60 anos, o RG antigo continuará valendo por tempo indeterminado”, explica a Agência Brasil.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.