Paraná lança programa para atrair a produção de filmes

A PrFilm Commission vai atuar para captar e facilitar a produção de filmes, séries, documentários, clipes e outros produtos audiovisuais.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) acaba de lançar a PrFilm Commission, programa para atrair e facilitar a produção de filmes, séries, documentários, clipes e outros produtos audiovisuais no estado. Também foi empossada a comissão deliberativa da estrutura.

A PrFilm Commission deverá ser uma facilitadora na cadeia produtiva cinematográfica. A atuação será em demandas como cadastro de fornecedores, tramitação de permissões para filmar em local público, suporte para festivais, distribuição de títulos e incentivo ao ensino, pesquisa e extensão acadêmica.

“Também irá apoiar o desenvolvimento de film commissions locais de municípios e consórcios”, informa a Agência Estadual de Notícias (AEN). A política pública foi institucionalizada por decreto. Estima-se que até 60% do orçamento de uma filmagem seja investido em serviços locais, dado que demonstra a importância da iniciativa.

Assim, é necessário padronizar procedimentos de filmagens e gravações para agilizar processos e facilitar a realização das atividades cinematográficas. O benefício será para a população, na forma de geração de renda, trabalho e emprego, além da promoção do turismo, destaca a AMN.

“O Paraná é riquíssimo em paisagens naturais e urbanas e esse potencial pode ser aproveitado de forma sustentável para gerar renda para as populações locais através dessas produções”, afirma a secretária de Estado da Cultura, Luciana Casagrande. A intenção é atuar em conjunto com áreas como a do turismo.

Produções audiovisuais demandam hospedagem das equipes, alimentação, transporte e outros serviços, fortalecendo a economia. Em 2020, a economia da cultura e das indústrias criativas (ECIC) do Brasil movimentou R$ 230,14 bilhões, equivalente a 3,11% do Produto Interno Bruto (PIB).

Histórico

As film commission começaram na década de 1940, no chamado momento áureo da indústria cinematográfica dos Estados Unidos. Nesse contexto, surgiu a necessidade de um mecanismo institucional entre os estúdios e o governo da Califórnia. Ao longo dos últimos 80 anos, diferentes lugares criaram estruturas para fomentar políticas públicas ligadas ao setor audiovisual.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.