Presidente do Paraguai resgata homem que ameaçava se jogar do alto de um prédio

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

Já é a quarta vez, desde 2012, que o taxista Feliciano Morales ameaça jogar-se do alto de um prédio, ao reclamar que as autoridades não dão resposta a suas queixas. Desta vez, apelou ao presidente Mario Abdo Benítez, que o resgatou.

Nesta quarta-feira, 17, Feliciano foi até a Procuradoria Geral, em Assunção, e saiu por uma das janelas, ameaçando se jogar caso não fosse ouvido pelo presidente paraguaio e pela procuradora Sandra Quiñones. Ele se segurava somente com uma das mãos na janela, conforme informa o jornal La Nación.

As duas autoridades foram até o local para ouvir o taxista, que tem 65 anos. Vídeos gravados por jornalistas mostram o presidente dissuadindo o taxista de saltar, prometendo ouvir as suas reclamações.

Já em segurança, o taxista ouve o presidente prometer que lerá todas as suas queixas. Foto La Nación

Feliciano Morales tem problemas de fala e pouco ouve depois de um assalto de que foi vítima, anos atrás, quando foi ferido na garganta por um dos criminosos. Desde então, passou a ter vários problemas pessoais, para os quais procurou ajuda, sem conseguir.

Nas várias vezes que tentou se jogar das alturas, alguma autoridade se apresentou para ouvi-lo. Ele carrega sempre um caderno, onde anota suas queixas.

Depois do pedido do presidente, o taxista voltou a entrar no edifício. Depois de abraçar o quase suicida, o presidente prometeu responder a cada uma de suas queixas.

Ele denuncia que foi expulso do ponto de táxi onde trabalhou durante anos, sem nenhum tipo de indenização nem possibilidade de voltar a trabalhar. Além disso, ficou sem casa, por não ter condições de pagar os impostos imobiliários.

A primeira vez que ele subiu num local alto para ter ouvidas suas queixas foi ainda em 2012, segundo La Nación. Ele foi até em cima de uma antena de 30 metros de altura, no centro de Assunção. Foi dissuadido de se jogar por bombeiros e pelo então prefeito Arnaldo Samaniego.

Desde 2012, Feliciano Morales sobe em locais altos até ser ouvido por alguma autoridade. Na foto à direita, o então prefeito de Assunção.

Mas, como nunca foi atendido, continuou nesta prática. A penúltima vez foi em 2019, quando ele subiu no terceiro andar do prédio da Câmara de Deputados. Entregou uma carta e foi convencido a desistir elo deputado Nano Galaverna e um bombeiro.

Pela disposição com que atendeu o taxista e pela promessa que fez, o presidente Mario Abdo Benítez certamente irá resolver o problema do homem, antes que ele faça o que tanto ameaça fazer.

Vale lembrar que estamos no Setembro Amarelo, o mês de prevenção ao suicídio. O presidente paraguaio fez sua parte ao evitar um, mas desde que cumpra a promessa para que o caso não se repita até um final infeliz.

Promessas em alto e bom som, já que o taxista teve prejudicada a audição, no assalto. Foto Captura de vídeo

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.