Projeto atual mostra a “nova” Rodovia das Cataratas

Tudo depende de questões burocráticas, que às vezes trazem surpresas. Mas, se tudo correr como o previsto, a licitação para as obras de duplicação da Rodovia das Cataratas sai ainda este mês.

E, se começarem, em três anos (2024) Foz do Iguaçu contará com um novo corredor turístico, “mais bonito e seguro”, como diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, João Francisco Ferreira.

A Itaipu, que vai financiar quase inteiramente as obras (R$ 136,3 milhões dos R$ 139,4 milhões previstos), recebeu na quarta, 2, o projeto executivo das obras, versão atualizada.

Parceiros envolvidos direta ou indiretamente na duplicação receberam o projeto atualizado pelo Fundo Iguaçu. Foto Sara Cheida

Foi em solenidade no Centro Executivo, com presença de outros parceiros no empreendimento: o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Prefeitura de Foz.

A versão finalizada do projeto foi entregue pelo presidente do Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu (Fundo Iguaçu), Enio Eidt. A atualização, paga pelo Fundo Iguaçu, custou R$ 561.141,80.

O projeto prevê um trevo no acesso ao Aeroporto Internacional. Foto: Fundo Iguaçu
A versão atualizada leva em conta as mudanças nos bairros e o tráfego local. Foto: Fundo Iguaçu

AS MUDANÇAS

A atualização foi necessária porque o projeto original era de 2015. Agora, já leva em consideração dados atuais de ocupação dos bairros, fornecidos pela Prefeitura.

Com isso, a rodovia e suas intersecções irão atender adequadamente a expansão da urbanização e o tráfego local.

O projeto prevê a construção de um viaduto, três trincheiras, uma ponte elevada (sobre o Rio Tamanduá), duas passarelas de pedestres, dois pontos de passa-fauna e uma rotatória em nível.

Serão construídas pistas marginais em toda a extensão, assim como uma ciclovia bidirecional compartilhada.

Toda a extensão da rodovia contará com pistas marginais e uma ciclovia bidirecional compartilhada. Foto Fundo Iguaçu
O paisagismo, como no trevo de acesso ao aeroporto, contribuirá para tornar a rodovia mais bonita. Foto Fundo Iguaçu

RETOMADA DA ECONOMIA

O diretor-geral de Itaipu lembra que, já na fase das obras, a duplicação vai gerar muitos empregos, fundamentais para a atual fase de retomada da economia.

O secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, que participou da cerimônia, aproveitou para agradecer a Itaipu.

“Temos mais de R$ 5 bilhões em obras em andamento no Paraná, e em grande parte delas temos o apoio da Itaipu. Essa será mais uma que vamos cumprir com seriedade e celeridade”, garante.

“Não é fácil fazer o projeto de uma rodovia federal localizada no perímetro urbano. Foi preciso fazer adaptações para atender a todas as necessidades”, explica o diretor-geral do (DER), Fernando Furiatti Sabóia.

“Mas o resultado é um projeto de excelência. O edital já está pronto para ser lançado e, em breve, teremos também uma obra de excelência”, completa.

Em 2024, esta imagem será só uma lembrança. Foto Sara Cheida

AVENIDA DAS CATARATAS

Para o prefeito Chico Brasileiro, a duplicação vai “aumentar a autoestima” do povo iguaçuense.

Junto com o Governo do Estado, a Prefeitura se compromete a revitalizar o trecho de 4 quilômetros da Avenida das Cataratas, entre o Boicy e o trevo da Argentina.

REIVINDICAÇÃO ANTIGA

A Rodovia das Cataratas tem 8,7 quilômetros de extensão e é o principal corredor turístico da região de fronteira.

Ela conecta Foz do Iguaçu ao trevo da Argentina e, depois, ao Aeroporto Internacional ao Parque Nacional do Iguaçu.

A duplicação é uma reivindicação antiga e considerada uma obra de infraestrutura essencial para fortalecer o turismo regional.

A duplicação já foi anunciada várias vezes, nos últimos 20 anos, mas nunca saiu do papel.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.